Indicadores de clima organizacional

Indicadores de clima organizacional: 5 exemplos para você começar a monitorar na sua empresa

O clima organizacional é um dos maiores desafios que gestores e empreendedores podem enfrentar.

Garantir que todos os colaboradores e departamentos da empresa convivam em harmonia, tenham as suas necessidades atendidas, exerçam suas funções em um ambiente adequado e com os materiais e equipamentos ideais e solucionem seus conflitos de maneira pacífica e definitiva é o básico para a construção de um clima organizacional favorável.

Nesse sentido, existem algumas ferramentas que podem orientar o trabalho do gestor e ajudá-lo a definir quais ajustes devem ser implementados, como é o caso dos indicadores de clima organizacional.

Essas métricas permitem ter uma visão mais clara sobre a eficácia das ações com foco na melhoria do clima organizacional, favorecendo a identificação de oportunidades de melhoria e as tomadas de decisão com base em dados concretos.

Para saber mais, convidamos você a prosseguir com a leitura e conferir nas próximas linhas 5 exemplos de indicadores de clima organizacional para implementar na sua empresa:

  1. Absenteísmo;
  2. Taxa de turnover;
  3. Volume de reclamações trabalhistas;
  4. Quantidade de retrabalho;
  5. ENPS.

Qual a importância de usar indicadores para medir clima organizacional

O clima organizacional se refere ao modo com que a empresa é percebida coletivamente por seus colaboradores. Trata-se de uma percepção subjetiva que se tem da qualidade do ambiente de trabalho, das condições oferecidas pela empresa e das relações que são criadas no ambiente corporativo.

Um bom clima organizacional contribui para a produtividade dos funcionários e também para a retenção de talentos. E, apesar de ser algo subjetivo, é possível sim mensurar a qualidade do clima a partir de indicadores.

A utilização de indicadores do clima organizacional numa empresa é importante para que se tenha uma dimensão mais objetiva dos esforços da gestão e se consiga identificar problemas e planejar ações para solucioná-los.

A partir disso, fica mais fácil oferecer para os colaboradores um ambiente de trabalho mais agradável, que favoreça o desenvolvimento, a satisfação, a motivação e o comprometimento dos profissionais que trabalham para a empresa.

Veja também: 6 indicadores de onboarding para assegurar o sucesso da sua integração

Indicadores do clima organizacional numa empresa: quais devo acompanhar?

Existem diferentes indicadores para medir clima organizacional que você incorporar a sua gestão e fazer um acompanhamento mais qualificado das suas estratégias.

Confira a partir de agora alguns dos principais indicadores do clima organizacional numa empresa:

1 – Absenteísmo

Iniciando a nossa lista de indicadores para medir clima organizacional, temos a taxa de absenteísmo.

Quando o clima não é dos melhores, a tendência é que colaboradores se ausentem de suas atividades com mais frequência, seja por faltas injustificadas, atestados médicos, atrasos etc.

Para calcular a taxa de absenteísmo, basta dividir o total de horas trabalhadas pelo total de horas que o colaborador deveria ter trabalhado.

2 – Taxa de turnover

Também entre os principais indicadores de clima organizacional, a taxa de turnover mensura a rotatividade de funcionários na empresa.

Um clima ruim faz com que os colaboradores optem por sair da empresa e procurar uma colocação em um lugar mais agradável de se trabalhar.

O cálculo do turnover é feito assim:

  • Turnover = [(admissões + demissões) / 2] / total de colaboradores ativos x 100

Veja mais detalhes sobre esse KPI de clima organizacional assistindo a este vídeo da Xerpay:

3 – Volume de reclamações trabalhistas

Um clima organizacional muito hostil e nem um pouco agradável de se trabalhar pode levar a um aumento do número de reclamações trabalhistas nos órgãos da Justiça do Trabalho.

Quando esse índice se encontra muito elevado, a empresa pode ter a sua reputação seriamente prejudicada, afastando o interesse de potenciais talentos. Além disso, muitas reclamações podem levar a um aumento nos custos com processos judiciais e eventuais indenizações.

Portanto, procure manter o cumprimento da legislação vigente e realize auditorias constantes para garantir que tudo esteja em conformidade com a lei.

4 – Quantidade de retrabalho

O retrabalho nas empresas é um dos fatores responsáveis pela queda da produtividade e é também um reflexo de um clima organizacional ruim.

Quando o clima não é favorável, os erros na execução das tarefas tendem a aumentar, pois os colaboradores não estão motivados e satisfeitos com o ambiente de trabalho e condições oferecidas pela empresa.

E como “trabalho errado é trabalho dobrado”, a quantidade de refação cresce e se torna um problema inclusive do ponto de vista financeiro.

Portanto, fique de olho na quantidade de retrabalho entre as equipes e departamentos da empresa.

5 – ENPS

O ENPS – Employee Net Promoter Score – é um indicador que mede a satisfação dos funcionários.

O cálculo é feito a partir de uma pesquisa. Os participantes devem responder:

  • De 0 a 10, qual a chance de você indicar a nossa empresa para algum amigo como um bom lugar para trabalhar?

Os colaboradores deverão ser divididos da seguinte maneira de acordo com a resposta que eles derem:

  • Promotores: notas 9 e 10
  • Neutros: notas 7 e 8
  • Detratores: notas de 0 a 6

Depois disso, subtraia o percentual de detratores do percentual de promotores e você terá o resultados ENPS.

Empresas com um bom clima organizacional devem apresentar um resultado superior a 75%.

Para entender ainda melhor esse conceito, confira este vídeo do canal RHtopia:

Agora que você já conhece os principais indicadores de clima organizacional, passe a monitorar essas métricas na sua empresa e promova as mudanças necessárias para melhorar a percepção dos seus colaboradores.

Veja mais: 8 indicadores de treinamento e desenvolvimento para medir o desempenho dos seus colaboradores

Treinar e capacitar colaboradores é uma forma de mostrar que a empresa os valoriza e quer ajudá-los a desenvolver suas habilidades. Assim, além de se sentirem prestigiados, conseguem executar suas tarefas com mais facilidade, o que só colabora para um melhor clima organizacional.

A EAD plataforma é um ambiente online de treinamento corporativo que você pode usar em sua empresa para capacitar colaboradores.

Oferece recursos como:

  • Múltiplos professores.
  • Aulas gravadas ou ao vivo;
  • Chat ao vivo;
  • Emissão de certificados;
  • Gestão de alunos;
  • Provas e exercícios online.

Faça um teste gratuito e marque uma demonstração personalizada.

Deixe seu comentário!
Fabio Godoy