Blog EAD Plataforma Gamificação no EAD 16-12-2019

Gamificação no EAD: Aumente o engajamento dos seus cursos online

A gamificação no EAD contribui para deixar o conteúdo dos seus cursos online mais envolvente e divertido. Tenho certeza de que os seus alunos vão aprovar!

A aplicação de técnicas de jogos nos mais diversos segmentos tem ajudado empresas a se aproximar e a engajar cada vez mais os seus clientes.

Duvida? Então aprenda mais sobre gamificação no EAD neste artigo. Provavelmente, ao final, você estará cheio de ideias para aplicar na sua empresa de cursos online

O que é gamificação? 

Antes de entender a gamificação no EAD é importante conhecermos o significado amplo desse conceito.

Gamificação é a tradução do termo em inglês gamification, que define a prática de utilizar conceitos de games – como o próprio nome sugere – em diferentes setores, como negócios, relações sociais, saúde e, em nosso caso, educação.

O termo foi criado pelo programador e designer de jogos britânico, Nick Pelling, em 2002. Porém, só foi a público oficialmente no ano de 2003.

Mas a gamificação não é algo tão novo assim. Antes mesmo desse termo surgir, empresas já utilizavam esse método como estratégia de marketing e vendas.

Sim, os programas de pontos, como os de cartões de crédito, são um excelente exemplo da aplicação da gamificação.

De forma bem simples, a gamificação propõe desafios que, ao serem alcançados, geram recompensas aos indivíduos que se dispuseram a “competir”.

Voltando ao exemplo do cartão de crédito. Neste caso, o seu desafio é o de passar as suas compras no crédito, ao invés de pagar no dinheiro, e a recompensa é acumular pontos que podem ser utilizados em um clube de vantagens exclusivas.

 O objetivo da gamificação é engajar e envolver os indivíduos, despertando aquele espírito de competição que todos nós temos.Afinal, a humanidade como um todo possui uma propensão a se interessar e apreciar jogos. Nós gostamos de esportes de competição, apostas, inventamos jogos de cartas, videogames e por aí vai.

Então, por que não aproveitar esse interesse e aplicar os conceitos de jogos em outras áreas também? A gamificação pode dar um toque de diversão às atividades da nossa rotina, e, nesse caso, ajudar a vender cursos online muito mais dinâmicos e envolventes. 

A gamificação na educação

O Observatório Internacional do Sebrae, traz uma definição certeira sobre o papel da gamificação na educação:

“Jogos são sistemas sociais de imersão em que é possível aprender pela experimentação, tentativa e erro.

Os jogos criam ambientes de interação de elementos tais como senso de local, comportamentos desejáveis e relevância – muitas vezes escassos nos sistemas de ensino tradicionais.

A aplicação de mecanismos, estruturas e dinâmicas de jogos na educação, portanto, pode promover comportamentos desejados e possibilita a solução de problemas reais.

Desse modo, a aplicação do método de gamificação (gamification) pode ser utilizada como ferramenta complementar para melhorar o ensino e a avaliação de estudantes na educação formal e informal, inclusive na educação empreendedora.”

Em adição, não podemos deixar de citar que tanto o EAD, quanto a gamificação são metodologias ativas de aprendizagem

O seu papel é o de  transformar os alunos em protagonistas do processo de ensino, fazendo com que eles aprendam por meio de exemplos próximos à sua realidade.

Por isso, a ideia de combinar esses dois modelos pode fazer muito sucesso na sua escola de cursos online.

A gamificação no EAD

A gamificação no EAD se estabeleceu como uma ferramenta para tornar o processo de aprendizagem mais dinâmico e engajar alunos do ensino a distância.

Uma amostra de sua aplicação é quando os professores e tutores estabelecem pontuações para o cumprimento de tarefas pelos estudantes.

Essa é uma maneira simples, porém eficaz, de garantir que eles acompanhem a sua evolução e sintam-se motivados a finalizar atividades.

Ao alcançar a meta estabelecida, eles são recompensados com a evolução para o próximo módulo e o acesso a novos conteúdos, que os aproxima da conclusão do curso. 

Além disso, a gamificação no EAD pode se dar também pelo uso de formatos de conteúdo EAD que se assemelham a jogos. 

Podemos citar, por exemplo: trivias, quizzes, testes e até a simulação de situações hipotéticas, em que é preciso aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo do curso, a fim de encontrar uma solução para o caso proposto.

Conforme apontado no subtítulo acima, a ideia é fazer com que os alunos aprendam por meio da experimentação, com tentativas, erros e acertos.

Afinal, não podemos negar que a sensação de vitória é um combustível para nos dedicarmos com mais motivação a uma tarefa.

Portanto, é válido que você teste esquemas de pontuação e atividades em que os alunos devam alcançar algum objetivo. Isso porque a gamificação no EAD pode contribuir para dar maior fluidez aos conteúdos dos seus cursos online.

As vantagens de utilizar a gamificação no EAD

Para resumir tudo o que trouxemos aqui para você, listamos as principais vantagens de trabalhar a gamificação no EAD. Confira abaixo:

  • Aumenta o engajamento entre os seus alunos;
  • Motiva os alunos para que concluam os cursos em um espaço de tempo menor;
  • Permite que eles acompanhem sua evolução no curso de forma mais objetiva;
  • Torna o processo de aprendizagem mais leve e divertido para os alunos;
  • Possibilita que os feedbacks positivos e negativos sejam feitos prontamente;
  • Incentiva uma competição saudável entre os alunos;
  • Auxilia na assimilação dos conteúdos por meio de tentativas, erros e acertos;
  • Estimula a participação dos alunos nas atividades;
  • Contribui para que os alunos se identifiquem com os conteúdos do curso.

E aí, está pronto para aplicar a gamificação no EAD ao seu curso online e conquistar cada novos alunos? Esperamos que esse artigo tenha ajudado a organizar um pouco mais suas ideias.  Se quiser continuar mergulhado no universo EAD, temos uma sugestão de leitura para você: que tal entender como o mobile learning vem revolucionando a forma de absorver conteúdos?

Fabio Godoy