plataforma de aulas particulares

Como usar a plataforma de aulas particulares? Lives + hospedagem + vendas

Você é um professor independente e está procurando ideias para aumentar sua renda? Uma plataforma de aulas particulares EAD pode ajudar (e muito) a tirar esse sonho do papel – qualquer que seja sua área de atuação!

Não é de hoje que as matrículas no ensino a distância vêm aumentando. No Censo da Educação Superior de 2019, do Inep, elas representaram 43,8% do total (isso dá por volta de 1,6 milhão de estudantes).

E esse formato de aprendizagem não se resume aos alunos! O mesmo estudo revela que os professores também estão dando preferência ao EAD – e já representam 53,3% das formações acadêmicas.

Enfim, quer aproveitar esse cenário positivo e começar a ministrar suas aulas particulares desde já? Então esta matéria foi feita para você. Boa leitura!

O que fazer antes de começar a dar suas aulas?

Ter um planejamento bem-definido pode fazer uma enorme diferença nas suas aulas. Por isso, antes de começar a usar a plataforma online, o ideal é organizar todas as ideias para não se perder no meio do caminho.

Abaixo, separamos 5 coisas que podem te ajudar nessa tarefa. Confira!

1. Encontre o propósito das suas aulas particulares

Para que o seu curso existirá? Que real valor ele terá a entregar para os alunos? Qual o seu diferencial em relação aos concorrentes? Responder a essas perguntas e sintetizar em uma frase-chave pode ajudar a nortear o seu negócio!

2. Determine um preço para seus serviços

Essa parte é bem estratégica e pode ser um pouco difícil. Mas a dica principal é você não ter medo de cobrar pelo seu nível de especialidade – e, claro, garantir a qualidade do serviço.

Preparamos uma matéria que explica os detalhes na hora de estruturar o preço das suas aulas particulares. Ainda não leu?

Então, corre lá: Quanto cobrar por um curso online? Veja como definir o preço

3. Invista em equipamentos e cenário de gravação

A estrutura do seu “miniestúdio” é fundamental para ministrar uma aula envolvente, coerente e que seja entendida pelo público. Por isso, vale a pena investir em recursos básicos, como câmera HD, microfone, computador e iluminação.

4. Defina sua metodologia de ensino

Sabe aquela aula chata, sem graça e que não tem o mínimo de interação? É, ela NÃO pode ser a SUA aula! 

Por isso, é muito interessante adotar uma metodologia criativa – que fuja do tradicional e realmente marque a vida do aluno. Quer ver algumas ideias? Confira neste vídeo:

5. Escolha o formato das aulas: ao vivo ou gravadas

Versatilidade define muito bem uma plataforma online – pois ela permite que você hospede seus vídeos gravados (e libere o acesso mediante pagamento) ou ministre o conteúdo por meio de lives.

Se optar pela gravação, é bom que os vídeos passem por uma edição (para incluir trilha sonora, efeitos e outros recursos). 

Caso seja na modalidade transmissão ao vivo, você conseguirá seguir um roteirinho na hora – e ainda promover diversas interações pelo chat em tempo real.

Feito isso, é hora de conhecer o passo a passo para, definitivamente, começar a usar a plataforma de aulas particulares. Veja na sequência!

4 passos para usar uma plataforma de aulas particulares

Bom, com o roteiro estruturado, você estará pronto para iniciar sua jornada na plataforma online! Fique tranquilo, porque todo o processo é bem intuitivo – e, em apenas 4 passos, já será possível aproveitar os recursos ao máximo.

Acompanhe! 

1º passo: configure o domínio do seu site

Uma das grandes vantagens de uma plataforma de aulas particulares é que você pode ter um site só seu. Para isso, é necessário configurar o domínio (que nada mais é que o endereço da URL, por meio do qual seus alunos poderão acessar o curso).

Essa etapa é mais fácil do que parece! Já preparamos um vídeo bem completo que ensina o passo a passo. Dá uma olhada:

2º passo: elabore os planos de assinatura

Outra funcionalidade da plataforma para aula particular online é a criação de diferentes planos de assinatura – cada um com um valor e determinados conteúdos à disposição do comprador.

Neste passo, você pode usar o planejamento anterior (do preço das aulas e da quantidade de módulos) e já colocar as informações no site – junto do parcelamento, do valor à vista e muito mais!

Leia também: O que é plataforma AVA? Conheça o melhor caminho para aproximar alunos e tutores na EAD!

3º passo: faça o upload dos vídeos

Certo, depois de seguir os passos anteriores – e de já ter gravado e editado todas as videoaulas –, é hora de subir os conteúdos no ar.

Na plataforma, há espaço para anexar vídeos e outros materiais de apoio (como arquivos em PDF). Quer ver como criar um curso, um módulo e uma aula diretamente na plataforma? Confira aqui:

Ah, uma coisa importante! Se você definiu que as aulas serão ao vivo, essa etapa de upload não será necessária. Por outro lado, é legal entender como criar as lives para ficar preparado na hora de transmitir! 

Veja aqui:

4º passo: crie as avaliações

Sabia que, com uma plataforma de aulas particulares, você pode administrar provas online com a mesma qualidade do ensino presencial? Sim! A tecnologia oferece diversos recursos que ajudam a automatizar a aplicação (e boa parte da correção!).

Para cuidar dessa etapa, é só decidir o formato das questões (entre alternativas, dissertativas ou de múltipla escolha), definir o tempo total para conclusão da avaliação e publicá-la no site.

Leia também: Como aplicar prova online? 6 dicas para ter uma ótima experiência

Extra: como vender e divulgar as aulas particulares na internet?

Agora que seus conteúdos já estão hospedados no site – e você cuidou de grande parte da estrutura do seu curso –, é hora de fazer seu negócio render.

Pois saiba que a própria plataforma funciona como um e-commerce (e você pode concentrar todas as transações diretamente no site). Ali, o seu cliente tem acesso a um carrinho de compras, às funcionalidades de checkout e à geração do boleto.

A boa notícia é que tudo isso é feito de forma automática – e há diversas métricas de vendas para avaliar depois!

Já em relação à divulgação, é possível usar as redes sociais a seu favor. Com simples ações, muitas delas gratuitas, você consegue atingir um grande número de pessoas e criar uma base fiel de futuros clientes.

Algumas ideias de marketing digital são as seguintes:

  • usar a funcionalidade de close friends no Instagram, divulgando conteúdos especiais (como promoções e materiais ricos) para quem fizer parte deste grupo;
  • criar um canal paralelo no YouTube, no qual você pode subir vídeos mais simples (e gratuitos) com dicas relacionadas ao seu curso – e, consequentemente, vender suas aulas;
  • aproveitar o “boom” dos apps de vídeos curtos, como o Shorts do YouTube, o Reels do Instagram e o TikTok;
  • abastecer seus perfis nas redes sociais com posts regulares (Facebook e Insta são boas opções para isso). Também dá para escolher alguns posts e patrociná-los para aumentar o alcance!

Gostou? Então comece a usar sua plataforma de aulas particulares!

Agora que você aprendeu como funciona uma plataforma para aula particular online, é hora de avaliar as opções disponíveis no mercado e iniciar sua trajetória digital.

A EAD Plataforma pode ser sua parceira de negócio! Nossa tecnologia é preparada para proporcionar uma gestão completa ao seu curso – desde a hospedagem de suas aulas particulares até o momento de vendê-las no mundo online.

Quer conferir nossos recursos bem de perto, sem gastar nada? Faça um teste gratuito!

Fabio Godoy