google adsense vale a pena

Google AdSense vale a pena? 4 prós e 4 contras para você avaliar

Se você já acompanha nosso blog há algum tempo, deve ter lido matérias falando sobre como ganhar dinheiro pela internet — principalmente na hora de divulgar e hospedar os vídeos dos seus cursos. Pois saiba que o Google AdSense pode ser mais uma dessas estratégias rentáveis para você considerar! Tá, mas será que, no fim das contas, o Google AdSense vale a pena?

É exatamente isso o que você vai conferir aqui. Vamos fazer um resumo sobre a ferramenta e mostrar como você pode usá-la no seu blog ou canal do YouTube. Além disso, preparamos um raio-X sobre o Google AdSense, com os pontos positivos e negativos que você não pode deixar de saber.

Pronto para aprender mais sobre essa estratégia? Então, boa leitura!

Entendendo se o Google AdSense vale a pena

Para que serve essa ferramenta?

Antes de tudo, vamos voltar um pouquinho no tempo… Provavelmente você se lembra daquelas propagandas antigas que eram pintadas nos muros das casas (principalmente se você tiver morado em uma cidade pequena). Esses anúncios tinham o nome e o número de um candidato político, ou mesmo o contato de um comércio local.

Sabe como funcionava naquela época?

Os donos das casas “alugavam” o muro para os anunciantes, e recebiam uma quantia em troca. Hoje, podemos falar que no Google AdSense a tática é a mesma, só que tudo foi transportado para o mundo digital.

Com essa ferramenta, você pode realmente alugar um espaço publicitário. Só que não no muro da sua casa, e sim dentro do seu blog ou canal do YouTube!

Assim, os anunciantes cadastrados no AdSense disputam entre si um lugar para aparecer na sua página ou no seu vídeo — pagando um valor para você a cada clique ou impressão que o anúncio tiver.

E como faz para usar o Google AdSense?

Por mais que você consiga vincular o AdSense em aplicativos e páginas de jogos, vamos focar no blog e nos vídeos do YouTube, tá bom? Afinal, é nessas duas plataformas que você pode divulgar seus cursos online.

Enfim, para esses dois formatos, você escolhe o tipo de anúncio que será veiculado. São vários — como anúncios de texto, imagem, vídeos/gifs e muito mais. A dica é você avaliar o layout da sua página e do vídeo, para que o anúncio não destoe tanto do conteúdo.

Depois, você define o modo como os anúncios serão cobrados:

  • CPC (custo por clique): isto é, toda vez que alguém clicar no anúncio;
  • CPM (custo por mil impressões): uma impressão é quando alguém tem contato com o anúncio, mesmo que não tenha clicado nele. Aqui, quando o número bate mil impressões, você recebe pelo anúncio. 

Na sequência, o Google vai selecionando automaticamente os anunciantes para aparecerem no seu blog ou canal — nos espaços que você definir como “alugados”.  

Quer aprender o passo a passo para se cadastrar no Google AdSense? Confira neste vídeo!

Agora, vamos conhecer 4 prós e 4 contras dessa ferramenta. Confira!

4 pontos positivos do Google AdSense

1. Os anúncios veiculados são relevantes

Na hora de considerar se o Google AdSense vale a pena, saiba que os anúncios veiculados na sua página não são aleatórios!

A inteligência artificial do Google avalia o conteúdo que você publica no blog ou no canal, depois monitora o comportamento do seu público-alvo e, por fim, seleciona os anúncios (e as marcas) que realmente sejam relevantes.

Ou seja, não é qualquer propaganda que será veiculada na sua página. Isso ajuda, entre outras coisas, a aumentar a probabilidade de cliques e interações.

2. Há um grande número de ofertas

O Google AdSense reúne, além dos “locatários” dos anúncios, os anunciantes propriamente ditos. E a oferta é bem grande!

Dessa forma, uma vez que sua conta é regularizada pelo Google, ela já começa a receber anúncios — e dificilmente fica com espaços vazios.

3. São vários formatos de anúncios

Além da variedade de anunciantes, como comentamos mais acima, o Google disponibiliza diversos tipos de banners (e formatos de vídeo, no caso do YouTube) — que, inclusive, se adaptam perfeitamente em dispositivos móveis.

Assim, o anúncio não perde qualidade. No mais, como a navegação por celulares e tablets não para de crescer (segundo o InfoMoney, 234 milhões de acessos só em 2020), isso é um ponto pra lá de positivo!

4. Você consegue ter total controle

Se você não concordar com um anúncio que está sendo exibido na sua página, você pode bloquear! 

O Google já tem uma política que barra propagandas ofensivas e inadequadas, mas a ferramenta também te dá esse poder de controlar os anúncios.

4 pontos negativos do Google AdSense

1. O valor recebido pode ser baixo

Nem tudo são flores! Como a quantia paga por clique/impressão varia muito (cada anunciante define quanto quer pagar pela propaganda), os lucros podem demorar a chegar.

Além do mais, o valor mínimo que você pode resgatar na ferramenta é de 100 dólares. Ou seja, talvez o seu saldo fique “congelado” no AdSense até você atingir essa cota mínima.

2. Você pode ter dificuldade de ser aceito pelo Google

Assim que você se cadastra no AdSense, o Google faz uma revisão completa no seu site ou canal. 

Se ele identificar que seu conteúdo não é original e de qualidade — ou se o blog não é tão amigável para o usuário —, o Google pode impedir que você participe da ferramenta.

Portanto, vale a pena ter uma boa programação no site, juntamente com um design prático e intuitivo — sem se descuidar da produção de conteúdo.

3. O Google pode bloquear sua conta

Tudo bem que isso não acontece sem critério, mas é possível que o Google detecte uma ação estranha no meio do caminho e pause sua conta. A principal causa é a chamada “fraude de cliques”, quando um anúncio tem muitos cliques em sequência. 

Mesmo que você não tenha feito isso (pode ter sido um concorrente ou alguém mal-intencionado, por exemplo), o Google desativa a campanha e pode demorar um pouco para liberar.

4. Essa não deve ser sua única estratégia digital

Apostar todas as suas fichas no Google AdSense pode ser um tiro no pé! Afinal, nem só de propaganda vive um negócio na internet, não é? Se o seu site ou canal não tiver tráfego, ninguém vai ver os anúncios — logo, não haverá conversões para o anunciante nem renda para você.

Leia também: O que é marketing de afiliados?

Afinal, o Google AdSense vale a pena?

Agora que já vimos os principais prós e contras, fica a pergunta: o Google AdSense vale a pena ou não? A resposta é: depende. 

Como acabamos de ver, essa estratégia é dinâmica, traz uma renda extra e, como é tudo automático, você não terá tanto trabalho na gestão da ferramenta.

Por outro lado, ela pode não trazer um lucro alto tão rápido — e não dispensa a necessidade de seu site ser bem programado e de os conteúdos continuarem a ser produzidos.

Se esses pontos negativos não forem tão negativos assim — isto é, se você já produzir vídeos e textos regularmente e contar com uma boa plataforma de hospedagem, o Google AdSense vale a pena, sim! Caso contrário, o melhor é organizar a casa primeiro — e só depois implantar essa estratégia.

Por falar nisso, você já conhece a EAD Plataforma? Hospede seus cursos em um site só para você, com diversos certificados de segurança inclusos. Faça um teste gratuito e confira essas e outras funcionalidades!

Fabio Godoy