como-surgiu-universidade-corporativa

Como surgiu a universidade corporativa? Tudo sobre a modalidade de educação nas empresas

Já parou para pensar sobre como surgiu a universidade corporativa? Este modelo de educação empresarial, que ganha espaço a cada ano, vem evoluindo desde os anos 20, quando a General Motors implantou um instituto de especialização e desenvolvimento nas dependências da empresa.

 Com a evolução tecnológica, as organizações vêm adaptando suas universidades corporativas para formatos cada vez mais fluidos. Recentemente, a Ambev anunciou que sua Universidade Ambev se tornaria Ambev On. Na nova plataforma de aprendizado, a educação corporativa se firma na modalidade EAD, evidenciando a importância da aliança entre tecnologia e educação

O layout, mais intuitivo e dinâmico,  passa a usar o formato de cardápio de conteúdo semelhante à Netflix. O objetivo era trazer uma experiência de usuário diferenciada para impulsionar a educação continuada entre os funcionários.

Quer saber como este formato de educação nas empresas evoluiu até chegar aos dias atuais? Então continue a leitura! Falaremos sobre como surgiu a universidade corporativa e de que forma ela beneficia as empresas. 

O que é uma universidade corporativa?

Universidade Corporativa é um espaço de educação e aprendizagem criado no âmbito das empresas. Seu objetivo é tornar a cultura da evolução continuada parte do DNA do negócio. 

Por isso, as universidades corporativas, em geral, são gerenciadas pelas próprias organizações. Além disso, oferecem conteúdos relacionados a competências essenciais para fortalecer as estratégias empresariais. 

Atualmente, com a evolução tecnológica, as universidades corporativas se tornaram aliadas essenciais para a realização de treinamentos corporativos online, estimulando o desenvolvimento do time de colaboradores. 

Como surgiu a universidade corporativa? 

De acordo com este estudo, publicado no portal ABED (Associação Brasileira de Ensino a Distância), a primeira organização a implantar um modelo de “universidade” dentro de suas dependências foi a General Motors. Isso ocorreu em 1927, quando a GM criou o General Motors Engineering and Management Institute (GMI).

Na época, o termo “universidade corporativa” ainda não era institucionalizado. Entretanto, muitas empresas já trabalhavam para levar treinamento e aprendizagem para o local de trabalho. 

Por isso, impulsionadas pela atitude da GM, organizações como Walt Disney e General Electric apostaram no desenvolvimento de competências de seu corpo de colaboradores dentro das organizações. 

Em 1955, a General Electric teve a sua “Crotonville” reconhecida como a primeira universidade corporativa institucionalizada. 

Veja o vídeo abaixo para conhecer um pouco sobre a instituição. Se necessário, ative as legendas automáticas do YouTube! 

No Brasil, as universidades corporativas começaram a se estabelecer apenas nos anos 90. Além disso, somente na metade da década, foi possível notar a adoção da estratégia por um número maior de empresas. 

Uma das primeiras universidades corporativas de que se tem notícia no país foi fundada pelo Grupo Accor, em 1992. 

O objetivo da Académie Accor, inaugurada em Campinas (SP), era atender a todos os colaboradores do continente latino-americano — e, mais uma vez, a tecnologia deu uma mãozinha. Graças à implantação da plataforma EAD Click Accor, em 2012, cada um dos 8 mil colaboradores da rede em todo o continente havia recebido uma média de 2 cursos de formação. 

Veja o depoimento colaboradores de uma rede de hotéis, após participar de uma formação oferecida pela Academia Accor: 

Qual objetivo da empresa quando adota a universidade corporativa em sua organização?

Ao entender como surgiu a universidade corporativa e de que forma ela se apresenta nos dias de hoje, as empresas têm, em suas mãos, grandes oportunidades. 

Em geral, quando adotam a universidade corporativa, as organizações buscam formas de otimizar a performance de seus colaboradores e trazer impactos positivos aos resultados dos negócios. 

Entretanto, a estratégia oferece muito mais do que isso. Separamos alguns dos benefícios encontrados por empresas que adotam a universidade corporativa a seguir. 

1. Equipes capacitadas em hard e soft skills 

Você sabe a diferença entre hard skills e soft skills? Hard skills são habilidades operacionais, voltadas diretamente para o desempenho de uma determinada função na empresa. 

Em contrapartida, soft skills são habilidades pessoais que, ao serem desenvolvidas, também influenciam (porém, de forma indireta) na forma de trabalhar. Bons exemplos de soft skills são a inteligência emocional, a gestão de tempo, a capacidade de trabalhar em equipe etc. 

Quando uma organização se preocupa com o desenvolvimento pessoal e profissional de seu time, entende a importância de investir em uma estrutura como a da universidade corporativa. Com ela, é possível direcionar esforços para realizar formações, cursos e treinamentos que ajudam a desenvolver cada uma das competências estratégias para o negócio. 

2. Colaboradores alinhados ao propósito da empresa 

Outro benefício encontrado por empresas que investem em universidades corporativas é o alinhamento dos propósitos pessoais de cada colaborador ao propósito do negócio. 

Isso porque os cursos e formações oferecidos podem contribuir para reforçar valores, estimular comportamentos e manter a equipe alinhada sobre os propósitos estratégicos do negócio. 

3. Times mais produtivos e motivados 

Saber como surgiu a universidade corporativa nas empresas e entender que a organização em que trabalha estimula o aprendizado contínuo é engrenagem para a motivação no trabalho. 

Isso acontece porque, ao ver que a organização estimula o desenvolvimento de competências, o colaborador se sente desafiado e valorizado. Com isso, tende a produzir mais e melhor. 

Para você ter uma ideia da importância da motivação para a produtividade, veja este dado da Revista Varejo: de acordo com uma pesquisa, trabalhadores motivados podem ser até 50% mais produtivos em suas funções! 

4. Colaboradores aprendendo continuamente 

Ao implantar uma universidade corporativa, muitas empresas buscam a oportunidade de perenizar a cultura da educação continuada. 

Isso significa que a organização oferece meios e caminhos para que seu time de funcionários estude de forma contínua, realizando cursos e formações de forma autônoma e independente. 

Com a prática, é possível desenvolver um ambiente com profissionais altamente qualificados, além de contribuir em grande escala para o engajamento e a motivação dos alunos e colaboradores. 

5. Economia para a empresa 

Por fim, não podemos deixar de mencionar a economia como um dos resultados encontrados por organizações que implantam universidades corporativas. 

Aliadas à tecnologia, as universidades corporativas podem representar um investimento financeiro reduzido para a empresa. Isso porque, para ser colocada em ação, precisa apenas de um AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem e uma plataforma LMS para gestão do conteúdo e do curso. 

Assim, além de não exigir grandes logísticas físicas, a alternativa se torna bastante rentável, especialmente em razão de sua escalabilidade e facilidade de acesso e reprodução. 

Qual a diferença entre universidade corporativa e educação corporativa?

Uma dúvida bastante comum para quem entende como surgiu a universidade corporativa tem relação com um outro conceito — semelhante, mas essencialmente diferente. Trata-se do conceito de educação corporativa. 

É importante termos em mente que, enquanto a Universidade corporativa é uma ferramenta para fortalecer e viabilizar a educação corporativa, esta é uma estratégia muito mais ampla. 

O objetivo da educação corporativa é transmitir valores e aperfeiçoar habilidades dos colaboradores. Para tal, são utilizadas diversas estratégias. A educação corporativa pode estar presente nas ações de comunicação, nos posicionamentos da diretoria e liderança e, claro, nos cursos e treinamentos proporcionados pelo ambiente virtual ou presencial da universidade corporativa. 

Se descobrir como surgiu a universidade corporativa despertou sua atenção para a relevância da estratégia, que tal dar o primeiro passo para implantá-la na sua empresa? 

Nós podemos te ajudar com a melhor plataforma EAD do mercado! Preencha o formulário e tenha acesso exclusivo a todas as ferramentas da EAD Plataforma por 7 dias gratuitamente!

Fabio Godoy