O que é marketing de indicação

Tática win-win: o que é marketing de indicação? E como lucrar?

Quer impulsionar suas vendas e faturar muito mais? Então, você precisa saber o que é marketing de indicação! Neste artigo, te mostraremos como alavancar os resultados, por meio das recomendações de clientes satisfeitos. Para resumir, trata-se de um jogo de ganha-ganha, o famoso win-win.

Sabia que 83% dos consumidores estariam dispostos a indicar marcas de confiança? Os dados são do Texas Tech, que também aponta outra informação interessante: as indicações acontecem em 29% dos casos. Isto é, há um potencial inexplorado em 54% de possíveis indicações, algo que poderia aumentar seu faturamento.

No fim das contas, o capital humano é o que movimenta o mundo. Então, que tal contar com o poder do relacionamento para fechar novos negócios? Por falar nisso, aproveite para conferir a videoaula de Thiago Concer e Rodrigo Noll explicando o que é marketing de indicação. 

Afinal, o que é marketing de indicação? 

O marketing de indicação, também conhecido como referral marketing, é um canal de vendas que acontece por meio da indicação dos seus clientes. Diferente do “boca a boca”, esse é um sistema estruturado para estimular recomendações e, assim, obter resultados. Dessa forma, o relacionamento com seu cliente atual serve como um potencial gerador de receita.

A propósito, entender o que é marketing de indicação é mais simples do que parece. Tais indicações são feitas com base na experiência positiva de alguém que usou o serviço ou produto. Ou seja, seu próprio cliente atua como promotor, indicando a marca para outra pessoa. E isso pode acontecer espontaneamente ou por meio de estímulos da empresa.

Por sinal, isso custa muito menos do que prospectar novos clientes, portanto, é essencial agradecer aqueles que estão te indicando. Pense também em dar recompensas e criar um canal específico para agilizar as recomendações. Aliás, esses fatores são decisivos para acompanhar as métricas desse programa de indicação. Falaremos disso mais adiante, ok?

Quais as vantagens do marketing de indicação?

  • Potencial para alavancar as suas vendas;
  • Aumento da satisfação e da retenção de clientes;
  • Otimização de custos com captação, assim como o tempo da equipe comercial;
  • Redução do CAC (Custo de Aquisição de Cliente);
  • LTV (Lifetime Value) é 25% maior para o cliente que vem por indicação;
  • Ampliação do alcance da divulgação, como no caso dos stories do Instagram;
  • Recomendação focada em pessoas mais próximas do ICP (Ideal Customer Profile);
  • E mais!

E como mensurar o desempenho do programa de indicação?

Primeiramente, seus clientes devem estar satisfeitos, para que a iniciativa não “saia pela culatra”. Então, se você já tiver uma ferramenta de CRM (Customer Relationship Management), tudo fica mais fácil! Com isso, você segmenta a base de dados e entra em contato apenas com aqueles que estão contentes com o serviço.

Para saber esse índice de satisfação, uma boa estratégia é usar a métrica global NPS (Net Promoter Score). Assim, é possível verificar como as pessoas estão reagindo à marca, com perguntas específicas. Por exemplo: em uma escala de 0 a 10, qual a chance de você recomendar a empresa para seus amigos?

Depois, chega o momento de comparar os contatos feitos com as conversões em vendas. Justamente por isso, considere ter um canal exclusivo para receber essas indicações. E, claro, não se esqueça de recompensar quem indicou, seja com bônus, brindes ou presentes!  

Até aqui, já deu pra entender o que é marketing de indicação na teoria, certo? Então, continue com a gente para conferir a parte prática!

3 exemplos: entenda o que é marketing de indicação

Para facilitar o entendimento sobre o que é marketing de indicação, vamos a 3 cases de sucesso!

1. Dropbox

Entre 2008 e 2010, o Dropbox chegou à marca de 4 milhões de usuários, crescendo 60% em apenas 1 mês. E a estratégia, que até hoje continua dando certo, começou de um jeito bem simples. Desde então, o mote se mantém: convide amigos e ganhe espaço de armazenamento.

Ou seja, basta recomendar que outras pessoas experimentem a ferramenta. Com isso, você também ganha um espaço extra para armazenar seus próprios arquivos. Simples e eficaz, não é? Confira o “bônus” dos diferentes tipos de conta:

  • Dropbox Basic: 500 MB por indicação, podendo chegar a 16 GB;
  • Dropbox Plus e Professional: 1 GB por indicação, até o limite de 32 GB.

2. Uber

A proposta é: viaje mais e pague menos. Dessa maneira, você pode indicar o Uber tanto para novos passageiros, quanto para futuros motoristas parceiros, recebendo um crédito na sua conta. 

Para isso, basta compartilhar seu código de indicação, por meio do envio de um convite pessoal. A seguir, a recompensa é creditada da seguinte forma:

  • Quando novos passageiros inserem esse código de convite, antes de fazer a primeira viagem;
  • Quando novos motoristas se registam com o código de convite enviado. Nesse caso, também é preciso concluir um determinado número de viagens ou mesmo cumprir outros requisitos.

3. Nubank

Você acompanhou o início da operação do Nubank? Naquela época, só podia ser cliente da startup quem recebia o convite vindo de um amigo. A exclusividade foi uma estratégia que deu super certo, mas, agora, o jogo mudou.

Atualmente, é possível fazer a indicação direto pelo app, com mais praticidade e sem burocracia. Além disso, sabia que essa recomendação influencia na análise de crédito do novo cartão? Baita credibilidade de quem indica, não é mesmo?

Pronto! Agora que você já sabe o que é marketing de indicação, que tal aplicar isso no seu negócio? Conte com o apoio da EAD Plataforma para lançar seu curso online e ativar as indicações dos seus próprios alunos! 

Fale conosco agora mesmo e teste os recursos exclusivos por 7 dias grátis! Além disso, confira mais conteúdos no nosso Blog, para dar um upgrade nos seus produtos digitais:

Fabio Godoy