plano de comunicação para empresa

Plano de comunicação para empresa: acerte o alvo em 5 passos

Sinto te informar, mas a propaganda (sozinha) não é a alma do negócio. Neste artigo, você vai descobrir como montar um plano de comunicação para a empresa em cinco passos. Assim, sua propaganda não ficará mais tão solitária, já que ela fará parte de uma estratégia maior.

Primeiramente, vale lembrar que a comunicação corporativa envolve diversas áreas de atuação. Além da famosa publicidade e propaganda, ainda temos: relações públicas, marketing, jornalismo, design, social media e daí em diante. 

No fim das contas, os resultados são bem melhores quando isso tudo acontece de forma articulada. Portanto, antes de entrar no passo a passo do plano de comunicação para empresa, a dica é conferir um vídeo que fala do potencial da comunicação integrada.

Por que fazer um plano de comunicação para empresa?

Se a sua ideia é contribuir para o crescimento da companhia, este artigo foi feito para você. Afinal, ter um plano de comunicação para empresas será fundamental para trazer resultados sustentáveis.

Aliás, essa estratégia é fundamental para navegar tranquilamente em muitos cenários da empresa. E isso vai desde o desenvolvimento organizacional até a superação dos tempos de crise.

O que é o plano de comunicação de uma empresa?

O plano de comunicação empresarial orienta as ações que estreitam o relacionamento com os públicos de interesse. A propósito, este documento é um guia para atingir os objetivos estratégicos de cada negócio, independente do seu porte.

E aqui vão alguns exemplos que demonstram as vantagens deste plano de comunicação corporativa:

  • fortalecimento da imagem e da reputação institucional;
  • melhoria do relacionamento com os públicos de interesse;
  • gestão de crises que impactam na continuidade do negócio;
  • maior engajamento nas campanhas, sejam online ou offline; 
  • nutrição de leads (clientes em potencial para a área comercial).

Qual a proposta do plano de ação para melhorar a comunicação na empresa?

O plano de comunicação para empresa serve de apoio para o planejamento estratégico. Por exemplo, vamos tomar como base a metodologia Balanced Scorecard (BSC), na  perspectiva de mercado. Nesse ponto, é vital atender às necessidades dos clientes, certo?

Sendo assim, é preciso considerar as oportunidades e ameaças que envolvem esse público. Depois, podemos trabalhar as ações de captação e fidelização para não apenas satisfazê-los, mas também encantá-los. 

E ninguém quer ter um cliente falando mal da sua marca nas redes sociais, não é mesmo? Logo, uma boa pedida é falar com a área de Gestão de Pessoas sobre o treinamento de atendimento ao cliente para o público interno. Se você achar que é o caso, isso também pode fazer parte do seu plano de comunicação para a empresa. 

Enfim, tudo isso depende do diagnóstico, dos objetivos e de outros fatores que falaremos a seguir. Sendo assim, continue com a gente para descobrir como melhorar a sua comunicação empresarial. 

Passo a passo: como montar um plano de comunicação para uma empresa?

Agora, você vai descobrir como montar um plano de comunicação para empresas em cinco passos práticos. Vamos lá?

1. Diagnóstico das demandas de comunicação corporativa

A primeira etapa deste plano é uma pesquisa aprofundada do status da comunicação empresarial. Para isso, listamos os principais pontos:

  • verifique como a companhia se posiciona atualmente, com os públicos interno e externo. Nesse ponto, você pode fazer uma auditoria para conhecer os materiais já veiculados, as mensagens transmitidas, a identidade visual e afins;
  • converse com colaboradores, fornecedores e clientes para entender suas percepções. E, para facilitar a tabulação de dados, crie um questionário online pela ferramenta Google Formulários; 
  • use a matriz SWOT (FOFA) para identificar quais são as forças, fraquezas, ameaças e oportunidades. Por sinal, confira um infográfico que demonstra como seria essa análise em uma empresa de Software as a Service (SaaS):

Fonte: Agendor

2. Alinhamento com os objetivos estratégicos da empresa

Depois de analisar os dados obtidos no diagnóstico, chegou o momento de olhar para a estratégia do negócio. Nesse sentido, leve em conta:

  • trace metas para a comunicação considerando que elas servem de apoio ao planejamento estratégico. Além disso, reflita se é necessário contratar mais funcionários e consultores da sua área, assim como terceirizar alguns serviços;
  • fale com o responsável pelo setor comercial para criar um Service Level Agreement (SLA). Ou seja, esse é um acordo de nível de serviço entre ambas as áreas. Lembra que falamos sobre nutrição de leads, desde os prospects até o fechamento das vendas? É sobre isso!

3. Mapeamento dos stakeholders e canais de comunicação

Aqui, vamos entender com quem queremos falar (stakeholders) e os canais em que a comunicação vai acontecer. Pensando nisso, vale considerar:

  • definitivamente, você não precisa se prender em dois públicos de interesse: clientes e colaboradores. Isso porque podem existir outros stakeholders interessantes, como: influenciadores digitais, imprensa, comunidade do entorno etc.;
  • após mapear os stakeholders, veja os canais mais efetivos para falar com cada público. Para alguns deles, você pode optar por Instagram, LinkedIn e e-mail marketing. Por outro lado, há situações que pedem releases e estudos de caso. 

4. Definição da estratégia e do cronograma de ações

Em seguida, a quarta etapa traz a “mão na massa”, razão pela qual é importante ponderar sobre:

  • quais são as mensagens-chave que serão usadas para produzir e distribuir os conteúdos? E mais: veja se a identidade visual está compatível com o que se quer comunicar ou se é necessário fazer um rebranding;
  • faça um mapa de riscos com os elementos que podem trazer prejuízos à imagem organizacional. Com isso, ficará mais fácil colocar em prática a gestão de crise, se for necessário;
  • confirme qual é o budget disponível, bem como o prazo de execução. Por falar nisso, se o cronograma for mais apertado, talvez você tenha que investir na contratação de pessoal ou ainda na terceirização.  

5. Mensuração de resultados com indicadores-chave

Por fim, fechamos o plano com as métricas que indicam se as iniciativas estão dando certo ou não. Mas nada disso é talhado em pedra, já que você pode programar revisões periódicas, ok? 

Para exemplificar, alguns desses indicadores podem ser:

  • retorno sobre o investimento (ROI);
  • total de leads qualificados x vendas efetivadas;
  • churn: taxa de evasão de clientes;
  • custo por aquisição de cliente (CPA).

Bem, o post está chegando ao final, mas você pode buscar mais artigos do blog, sabia? Além de te ajudar a montar um plano de comunicação para empresa, temos muitos conteúdos voltados para o crescimento sustentável dos negócios. 😉

Deixe seu comentário!
Fabio Godoy