omo-fazer-um-webinar

Como fazer um webinar de qualidade e gerar muito engajamento?

Está tentando descobrir como fazer um webinar? Se sua resposta for sim, isso é um sinal de que você já percebeu que a tendência veio para ficar até mesmo no segmento educacional. 

De acordo com o relatório The Big Book of Webinar Stats, 46% de todos os webinars produzidos são voltados para o conteúdo educacional e de treinamento. Além disso, 30% reforçam a comunicação corporativa e outros 24%, a estratégia de marketing. 

Se você quer reforçar a eficácia do seu conteúdo EAD e, de quebra, se tornar uma autoridade no segmento, não pode perder a oportunidade de entender como fazer um webinar de qualidade, engajando alunos e encantando clientes! 

Por que usar o webinar como ferramenta educacional?

Antes de partirmos para a parte prática e ensinarmos como fazer um webinar, temos uma proposta. Vamos recapitular algumas das vantagens de utilizar a ferramenta como aliada no processo educacional de cursos a distância? 

1. Ajuda a criar autoridade para o professor

A primeira vantagem de entender como fazer um webinar é a compreensão de que o formato é perfeito para potencializar a credibilidade do palestrante (que pode ser um professor, tutor EAD ou convidado). 

Como isso funciona?

Bom, como falamos nesse post sobre o que é webinar, a essência deste tipo de conteúdo digital é apresentar um seminário online. Por conta de seu formato majoritariamente expositivo, ele dá ao locutor o papel de figura de credibilidade naquele tema. 

2. Auxilia no engajamento e atenção dos alunos

A segunda vantagem de fazer um webinar é o aumento do engajamento dos alunos. Especialistas já esperam que, até o fim de 2020, 80% do tráfego da rede de internet móvel venha da reprodução de vídeos em canais como YouTube e redes sociais. 

Diante de um dado como esse, por que não utilizar a tendência global como uma aliada na estratégia educacional? 

Investir na produção de conteúdo em vídeos (entendendo como fazer um webinar, produzir uma videoaula criativa ou como fazer transmissão ao vivo) pode ajudar a dar um gás na motivação e engajamento dos seus alunos EAD. 

3. Pode ajudar a criar uma comunidade de alunos e potenciais alunos

O terceiro diferencial do webinar como estratégia educacional é uma consequência das vantagens trazidas anteriormente. Pense com a gente: uma ferramenta de ensino que demonstre autoridade e engaje alunos tende a se tornar o que? Isso mesmo, uma referência. 

Quando seu canal, empresa ou curso se torna uma referência no assunto, a tendência é criar, ao seu redor, uma comunidade de alunos que serão, também, promotores da sua marca. 

Isso quer dizer que, satisfeitos com o conteúdo recebido, os alunos dos cursos oferecidos por você falarão sobre seu produto digital  para outros interessados, mantendo a rede de clientes e estudantes sempre em ação. 

4. Funciona como ferramenta educacional e de marketing

A última vantagem de entender como fazer um webinar é seu papel como agente duplo na estratégia educacional: ao mesmo tempo em que ensina e orienta alunos sobre um conteúdo, também pode funcionar como ferramenta de marketing para atrair novos alunos. 

O segredo para potencializar as duas faces do webinar? Fazer exibições ao vivo em múltiplas plataformas criar campanhas de marketing digital para angariar inscrições, alimentar a base de interessados com mais conteúdo rico e de autoridade sobre o assunto. 

Como fazer um webinar?

Sem mais delongas, é hora de entender como fazer um webinar com qualidade, recursos acessíveis e conteúdo engajante. 

1. Escolha o tema abordado

O primeiro passo essencial para entender como fazer um webinar de qualidade é escolher o tema abordado. 

Lembre-se de que o principal objetivo do conteúdo é construir autoridade para a sua empresa de cursos ou para o professor em questão. Portanto, escolha um tema familiar ao responsável pela condução do webinar. 

Quer ver alguns exemplos? 

  • Instituto de Conteúdos Audiovisuais Brasileiros, com um webinar sobre roteiro. O palestrante será o roteirista Hermes Leal, PhD em narrativa de ficção;
  • A Agência de Inovação Tecnológica, da Universidade de Blumental, com um webinar sobre Inovação e propriedade Intelectual no ambiente acadêmico, com a participação de diversos profissionais da área; 
  • O Facebook oferece diversos webinars gravados em sua página para negócios. As temáticas abrangem vendas, tendências, marketing digital e mais. 

A gama de possibilidades de assuntos para webinars é extensa, e deve estar sempre interligada com a temática central do curso oferecido e a área de especialização e atuação do profissional palestrante. 

2. Crie a estratégia de exposição do tema

Com o tema escolhido, é hora de pensar na melhor forma de levar o conhecimento até os espectadores do webinar: é interessante manter apenas o professor ou um convidado pode agregar? 

Será necessário usar algum material de apoio, como infográficos, apresentação de slides ou vídeos complementares? 

Essa é a hora de revisitar o assunto do webinar! 

3. Pense na forma de exibição do webinar

Um dos itens de maior importância no entendimento de como fazer uma palestra online é pensar na forma de exibição do webinar. 

Quando falamos em webinars educacionais, o mais recomendado é utilizar a própria plataforma EAD para hospedar o seminário online. 

Entretanto, se a ideia for aliar a divulgação do conteúdo a uma estratégia de marketing, pode ser uma boa ideia usar, simultaneamente, um canal como o YouTube ou o Facebook. Assim, você permite que interessados no assunto assistam o conteúdo mesmo se ainda não forem alunos do curso. 

No vídeo a seguir, você entende um pouco melhor sobre como hospedar um webinar no YouTube gratuitamente: 

4. Convide e engaje seus espectadores

Nossa quarta dica para entender como fazer um webinar tem muito a ver com estratégia de marketing. Afinal, este formato de conteúdo está intimamente ligado com a atração e retenção de clientes para a EAD. 

Lembre-se de que um webinar não é uma aula comum, por isso, deve ser tratado como um evento. Pense em formas de convidar e engajar os espectadores, sejam eles alunos ou não. 

Envio de e-mails marketing, criação de um fórum de discussão ou chat e disponibilização de materiais antecipados são algumas das ferramentas que podem ajudar a despertar a curiosidade do público e engajá-los na transmissão. 

5. Organize a estrutura logística de gravação

Ao chegar no último passo, você já deve ter pronta toda a estrutura-base de conteúdo e divulgação para o seu webinar. Por isso, é hora de partir para questões práticas! 

  • organize toda a estrutura logística de gravação: 
  • escolha um cenário claro, iluminado e limpo para gravar;
  • separe todo o material de apoio com antecedência: projetor, telões, mesa e cadeira
  • teste e prepare de antemão todo o aparato tecnológico usado na exibição: câmeras, tripés, spots de luz, fones e microfones;
  • teste a qualidade da internet para fazer a transmissão ao vivo ou o upload do conteúdo na plataforma. 

Dicas para tornar seu webinar mais efetivo

Agora você já sabe exatamente como fazer um webinar seguindo um passo a passo simples e muito efetivo.

No entanto, se quiser ir além e entregar aos espectadores um conteúdo diferenciado e muito envolvente, separamos algumas dicas-bônus para turbinar suas apresentações: 

  • interagir com os espectadores;
  • contar com apoio para direcionar perguntas ao vivo;
  • incluir enquetes e pesquisas durante a exibição;
  • criar um clima leve e humanizado.

Aliando nossas dicas com um conteúdo aprofundado e relevante, entender como fazer um webinar ficará ainda mais natural e fácil. 

Se quiser entender um pouco mais sobre como ensinar com qualidade, recomendamos a leitura do nosso artigo com dicas de ouro para investir em produção de conteúdo EAD

Fabio Godoy