como-monetizar-youtube

Como monetizar o YouTube? Regras e dicas para começar

Se você trabalha com elaboração de conteúdo audiovisual e está em busca de novas formas de ganhar dinheiro, precisa descobrir como monetizar o YouTube. 

A plataforma, utilizada por 81% das empresas como ferramenta de marketing, garante alcance (pesquisas apostam em um aumento de visibilidade de até 54% para marcas que usam o formato), visibilidade e até rendimentos financeiros para as marcas que a utilizam. 

Mas será que fácil ganhar dinheiro com o YouTube? 

Se você quer descobrir como monetizar o YouTube, continue lendo este artigo. Falaremos sobre as principais regras e daremos 5 dicas de caminhos possíveis para entrar no clube dos YouTubers de sucesso e transformar seu conteúdo em dinheiro! 

O que é a monetização do YouTube? 

Monetização é a possibilidade de ganhar dinheiro com os conteúdos divulgados no YouTube. 

Com a explosão do conceito de “profissão YouTuber”, muitos criadores de conteúdo se inspiraram em cases de sucesso (como os brasileiros Felipe Neto e Whindersson Nunes, que acumulam, respectivamente, 38,6 milhões e 39,8 milhões de inscritos na data de publicação deste artigo) para tentar a vida ganhando dinheiro na plataforma. 

Porém, o processo de monetização do YouTube passou e passa por constantes atualizações e mudanças que, em muitos casos, acabam tornando a efetiva conversão de conteúdo em dinheiro mais difícil. 

Para você ter uma ideia, até 2018 o processo de monetização era permitido para qualquer canal aceito no YouTube Partner Program (programa de parceiros da ferramenta). Para ser aceito, era preciso cumprir alguns requisitos básicos, como:

  • produzir conteúdo original; 
  • ter um cronograma regular de publicações; 
  • não violar as regras da Comunidade do YouTube. 

Após aceito no YouTube Partner Program, o canal já podia começar a monetizar seus vídeos por meio da AdSense, plataforma de anúncios da Google. O lucro era proporcional à quantidades de cliques nos anúncios ou ao tempo de publicidade assistido. 

Porém, recentemente as regras de monetização do YouTube foram revistas, e ganhar dinheiro com vídeos no canal ficou um pouco mais complicado. 

Como monetizar o YouTube? Conheça as regras

Para entender como monetizar o YouTube nos dias atuais é preciso conhecer as regras vigentes para fazer parte do YouTube Partner Program.

Agora, além de cumprir os requisitos mencionados acima, um produtor de conteúdo que quer ganhar dinheiro com seus vídeos também precisa ter um mínimo de mil inscritos e 4 mil horas de conteúdo assistido nos últimos 12 meses

Antes de seguir adiante, aproveite para descobrir como aumentar inscritos no YouTube e como divulgar seu canal para conseguir mais adeptos. 

Além disso, para ter acesso ao dinheiro da monetização, também é necessário que o responsável financeiro pelo canal tenha mais de 18 anos e uma conta no AdSense, que continua sendo a principal ferramenta de monetização por publicidade. 

Veja a seguir um compilado com as principais regras sobre como monetizar o YouTube em 2020: 

5 formas de monetizar o YouTube

Se você cumpre os requisitos iniciais para a monetização, já pode pensar em formas efetivas de ganhar dinheiro com a plataforma. A seguir, listamos 5 delas. 

1. Receita de publicidade

Essa é a forma mais popular de ganhar dinheiro com o YouTube. 

Você certamente já se deparou com publicidades gráficas no início ou durante o vídeo assistido, não é mesmo? Era uma estratégia do dono do canal para monetizar seu conteúdo! 

Nesse caso, valor pago por visualização tem como base o CPM — ou Custo por Mil. De uma forma mais simples, isso significa que, a cada mil visualizações de publicidade nos vídeos, o dono do conteúdo recebe uma porcentagem do valor investido pelos anunciantes. 

2. Clubes dos canais

Outra forma de descobrir como monetizar o YouTube é criar um clube para o canal. Assim, ao se inscreverem em um canal, os seguidores passam a contribuir com uma espécie de mensalidade e a receber conteúdo exclusivo. 

Mas, atenção: para ter direito a criar um clube para o seu canal, é necessário ter mais de 30 mil inscritos (exceto canais de jogos, que precisam ter pelo menos mil inscritos), e participar do Programa de Parcerias do YouTube. 

Veja como o canal Cansei de Ser Chef utilizou a criação de seu Clube de canal como uma oportunidade de criar conteúdo e engajar seus inscritos: 

3. Estante de produtos do canal

Outra opção para monetizar o YouTube é utilizar a estante de produtos do canal. Dessa forma, criadores de conteúdo podem divulgar itens da própria marca na plataforma. 

A estante de produtos exibe até 12 itens por vez e pode ser organizada pelo próprio usuário. 

4. Receita do YouTube Premium

Neste caso de como monetizar o YouTube, seguidores que têm conta no YouTube Premium revertem uma parte do valor de sua assinatura para o dono do canal consumido. 

5. Criar um curso online (e usar a plataforma para engajar e atrair novos alunos) 

Por fim, a última dica de como monetizar o YouTube serve também para quem tem canais menores e que não cumprem os requisitos do Clube de Parceiros. 

A ideia é criar um curso online e utilizar o canal como plataforma para captar alunos EAD, fornecendo conteúdos-isca (como vídeo aulas ou versões pocket de cursos), direcionando-os para a sua plataforma EAD.

Entretanto, para que o YouTube funcione como uma boa ferramenta de condução de novos alunos ao seu curso online, é essencial que o material disponibilizado na plataforma tenha boa qualidade e ofereça um conteúdo rico e relevante. 

Agora que você já sabe como monetizar o YouTube direta ou indiretamente, que tal aprender sobre como produzir conteúdos com mais qualidade?

Nossa dica é ler sobre qual a melhor câmera para gravar vídeos para o YouTube de acordo com o seu objetivo! 

Fabio Godoy