adobe-premiere-ou-after-effects

Adobe Premiere ou After Effects: qual o melhor software para usar em cada situação?

Se trabalha com produção de conteúdo EAD ou com conteúdo audiovisual, certamente já se deparou com a dúvida: Adobe Premiere ou After Effects? Ambas têm a mesma finalidade? Qual delas é recomendada para cada tipo de situação? 

Nosso objetivo neste artigo é te ajudar a entender as semelhanças e diferenças entre Adobe Premiere e After Effects, encontrando a melhor solução para produzir conteúdo de qualidade e motivar seus alunos EAD e espectadores! 

Adobe Premiere ou After Effects: para que servem? 

Antes de falarmos sobre semelhanças e diferenças entre Adobe Premiere ou After Effects, é importante sabermos com clareza para que servem. 

Tratam-se de dois softwares de edição de vídeo, feitos para criar produções audiovisuais com mais qualidade e acabamento profissional. Entretanto, é importante entender que eles são recomendados para momentos diferentes do processo de edição: enquanto o Premiere é indicado para a edição de projetos, o After Effects é indicado para a finalização dos vídeos. 

Por isso, o mais indicado não é pensar em ambos como concorrentes. Para alcançar um resultado final incrível em produções audiovisuais (desde videoaulas até vídeos para YouTube), é preciso usá-los como ferramentas complementares

Veja os vídeos a seguir com pequenas apresentações de ambos os programas: 

Semelhanças e diferenças entre Adobe Premiere e After Effects 

Agora que você já entendeu a essência dos programas de edição e, principalmente, que o ideal não deve ser considerar “Adobe Premiere ou After Effects”, mas sim “Adobe Premiere E After Effects”, é hora de traçarmos, de forma objetiva, as diferenças e semelhanças entre ambos os sistemas. 

Semelhanças

  • Ambos são ferramentas do pacote Adobe;
  • por esta razão, apresentam interfaces semelhantes e algumas funcionalidades em comum;
  • os dois programas são considerados softwares de edição de vídeo; 
  • ambos requerem um conhecimento médio/avançado de edição de vídeo do usuário; 
  • Premiere e After Effects funcionam seguindo uma estrutura de timeline (linha do tempo);

Diferenças

  • São programas indicados para segmentos diferentes da edição: enquanto o Premiere foca na montagem, o After Effects foca na finalização;
  • enquanto o Premiere disponibiliza recursos básicos de edição, o After Effects conta com ferramentas específicas para animações (incluindo ferramentas para animações 3D!); 
  • por ser voltado para a manipulação visual, o After Effects não dispõe de muitos recursos voltados para áudio. Esse tratamento deve ser feito no Premiere. 

O vídeo abaixo reúne, de forma didática, as principais diferenças para entender quando é indicado usar Adobe Premiere ou After Effects: 

Quando utilizar cada um deles? 

Agora você já sabe como definir entre Adobe Premiere ou After Effects, tendo em mente que os programas atendem a segmentos diferentes do processo de edição: enquanto o primeiro trata da montagem não-linear do vídeo, o segundo é específico para a etapa de pós-produção. 

Caso a explicação acima ainda não tenha ficado clara para você, que tal usarmos um exemplo prático para ilustrar, de forma prática, quando usar o Adobe Premiere ou o After Effects? 

Você tem uma empresa de cursos online e está criando uma vídeo aula para um de seus produtos digitais

O primeiro passo para criar o material é desenvolver um roteiro para a videoaula. Este roteiro deve ter indicações que serão muito úteis para o trabalho do editor ao usar ambas as ferramentas de edição. Veja a seguir o por quê. 

Informações do roteiro essenciais para quem utiliza o Adobe Premiere

Para facilitar o trabalho do editor no Adobe Premiere, o roteirista deve sinalizar a ordem das cenas, quadros (posição da câmera), focos, zooms (quando é necessário aproximar a câmera e focar em um detalhe da cena), cortes, indicações de áudio, inserção de músicas ou trilhas sonoras. 

Informações do roteiro essenciais para quem utiliza o After Effects

O roteiro deve sinalizar a necessidade de criação de uma vinheta para abrir a vídeo aula, legendas, créditos animados (momentos em que o tutor EAD ou seus convidados aparecem na tela e são identificados), inserção de animações para complementar a aula etc. 

Após a gravação do material bruto, é hora de começar a edição! A princípio, o programa utilizado para transformar o conteúdo gravado em algo próximo da estrutura da vídeo aula é o Adobe Premiere. 

No Premiere, o editor conseguirá fazer decupagens (selecionar os momentos úteis do vídeo e descartar aqueles que não serão utilizados), cortes, montagens e transições simples entre as cenas. Ao fim do processo de edição do Adobe Premiere, será possível ver a vídeo aula quase pronta. 

Para o toque final, é hora de lançar mão do Adobe After Effects. Com a ferramenta, será possível desenvolver uma vinheta animada para abertura da vídeo aula (o programa permite até mesmo a criação de animações em 3D!), criar legendas para o vídeo, aumentando seu potencial de inclusão social, identificar os personagens com créditos dinâmicos e acrescentar ferramentas animadas para tornar o aproveitamento do conteúdo ainda melhor. 

Veja abaixo o clipe de uma canção educativa que combina elementos de edição no Adobe Premiere com recursos de animação e finalização do After Effects: 

Pronto! Agora você já tem em mãos todas as informações necessárias para definir, entre Adobe Premiere ou After Effects, qual a melhor ferramenta para editar seus projetos de vídeo. 

Que tal continuar no assunto e emendar a leitura em nosso artigo sobre como criar cenários para vídeos

Fabio Godoy