o-que-e-vídeo-aula

O que é uma vídeo aula e por que você deve apostar nesse tipo de conteúdo

Você sabia que 92,6% dos cursos inteiramente a distância usam teleaulas como principal recurso de aprendizagem? As vantagens de utilizá-lo são muitas, mas saber com exatidão o que é uma vídeo aula e como criar um conteúdo efetivo são etapas essenciais para qualquer tutor EAD antes mesmo de começar a ensinar. 

Se você está começando uma empresa de cursos online ou quer saber como otimizar a entrega de materiais educativos para seus alunos, este artigo é pra você! Descubra o que é video aula e por que este tipo de conteúdo digital é tão utilizado no mercado. 

O que é uma vídeo aula? 

Vídeo aula é um tipo de conteúdo digital feito em formato de vídeo. Como o próprio nome já diz, tem como principal finalidade ensinar algo (que pode ser teórico ou prático). 

Por sua praticidade, efetividade e baixo custo de realização, é um dos principais recursos utilizados na educação a distância, podendo ser protagonista (no caso de cursos essencialmente a distância) ou servir como material de apoio ou complementar (em modalidades de ensino como o híbrido ou o blended learning). 

Agora que você já entendeu o que é vídeo aula, que tal partir para o próximo tópico e descobrir como ela funciona? 

Como funciona a vídeo aula? 

A ideia é que a vídeo aula simule, com o máximo possível de fidelidade, o ambiente de ensino tradicional. Por isso, é comum encontrarmos cenários que remetam a salas de aula (ou o ambiente no qual a aula é realizada usualmente),com quadros de anotações, elementos essenciais para o ensino — como livros e equipamentos laboratoriais — e um posicionamento estratégico do professor. 

Também é comum encontrarmos vídeo aulas que utilizam programas para gravar telas. Nesse caso, o que o aluno assiste é uma representação da tela de computador do tutor. Ali, ele apresenta conteúdos e simula exercícios e cálculos.

Para ter acesso às videoaulas, o aluno precisa se cadastrar na plataforma EAD utilizada pela empresa contratada ou buscar conteúdos em canais de vídeo, como o YouTube

A seguir, você conhece um bom exemplo de vídeo aula, neste caso, hospedada no YouTube. 

Quais as vantagens das vídeo aulas? 

Por serem uma alternativa de fácil reprodução, as vídeo aulas colecionam vantagens enquanto método de ensino. A seguir, elencamos algumas delas para te ajudar a entender melhor quais são esses benefícios. 

Roteiros de aprendizado eficientes

Sabemos que, independentemente da metodologia de ensino (presencial ou a distância), o objetivo da educação é proporcionar a troca de conhecimento. Para isso, é comum que instituições de ensino e cursos criem roteiros de aprendizado. Tais roteiros funcionam como caminhos pelos quais os alunos devem seguir para absorver. 

A primeira vantagem de entender o que é video aula e aplicá-la à rotina é poder criar um roteiro eficiente de aprendizagem. Isso é possível porque o formato de aula em vídeo permite uma efetiva interação entre tutor EAD e aluno. Dessa forma, portanto, é possível guiá-lo mais ativamente pelo caminho do aprendizado, respondendo questionamentos e reforçando temáticas sob demanda. 

Familiaridade com o formato

Se você acompanha tendências de marketing digital, sabe que os vídeos ganharam muito espaço nos últimos anos. Para você ter uma ideia, de acordo com o Think With Google, o YouTube, plataforma de vídeos, ganhou da TV convencional em termos de audiência no horário nobre. 35% das pessoas prefere ver vídeos online na hora do jantar, contra 17% que escolhem a TV. 

Isso significa que muitos usuários já estão familiarizados com os vídeos online, cujo formato se encaixa em suas necessidades e possibilidades: é versátil, pode ser acessado de múltiplas plataformas, pode ser pausado e continuado conforme a disponibilidade de tempo. 

Baixo custo de desenvolvimento e escalabilidade

Uma das grandes vantagens da EAD é seu potencial inclusivo, especialmente devido ao baixo custo para os alunos, para as empresas e para os produtores digitais

Produzir um conteúdo EAD de qualidade não depende de grandes investimentos e recursos. O mais importante é criar um material rico, com linguagem objetiva e clara. 

Para tal, é essencial ter um tutor com expertise no assunto abordado e um cenário adequado: boa iluminação, baixa interferência de ruídos e pessoas e equipamentos capazes de captar som e imagem de forma satisfatória. 

O baixo custo da vídeo aula também está intimamente ligado a uma outra vantagem: a escalabilidade. Uma vez produzido, o conteúdo EAD pode ser repetido em diversas ocasiões, no mesmo curso, em palestras, como complemento a outras formações etc. Tudo isso sem nenhum investimento adicional! 

Como fazer a sua vídeo aula?

Se você quer entender com detalhes como fazer uma vídeo aula, recomendamos ler nosso post sobre o assunto. De toda forma, resumimos aqui cada uma das etapas presentes no processo: 

1. Criar roteiro

O roteiro é a base para a condução da vídeo aula. Nele, o tutor EAD seleciona os tópicos abordados, os pontos principais do conteúdo e o que não pode ser deixado de fora da aula. É uma boa forma de mensurar o tempo de duração do módulo, ajustando conforme a necessidade. 

2. Definir cenário

Definir o cenário de uma vídeo aula é mais importante do que parece. É preciso escolher um local neutro, sem interferências de som e luz, sem chances de interrupção e que, se possível, funcionem como complementos ao vídeo

3. Separar equipamentos

Antes da gravação, é importante elencar todos os equipamentos essenciais para a gravação, como:

  • microfones 
  • câmeras 
  • spots de luz

Uma dica de ouro é testá-los antes da data definida para a gravação! 

4. Definir equipe

Mesmo que sua produção de conteúdo tenha baixo orçamento, é importante contar com alguém para ajudar a gerir a gravação da vídeo aula. Convide essa pessoa com antecedência e explique o contexto da produção antes do dia das gravações. 

5. Criar cronograma

Além de entender o que é vídeo aula, também é importante criar um cronograma para produzí-la. Isso porque, como qualquer projeto audiovisual, a vídeo aula exige um faseamento de etapas, que começa com a pré-produção e termina com a finalização. Trabalhar com prazos e metas vai ajudar sua equipe a entregar resultados com mais precisão. 

Usar ferramentas como o Trello, podem ajudar a organizar todo o cronograma junto a equipe. Basta você fazer o cadastro e criar um quadro com o Cronograma. Nunca usou essa ferramenta? Se liga nesse vídeo com os primeiros passos.

6. Gravar

Claquete…gravando! No dia de captar o material da vídeo aula, lembre-se de ter objetividade e fluidez na fala. Concentre-se em sua área de expertise e crie um material verdadeiramente enriquecedor, com direito a outros tipos de conteúdos digitais de apoio. 

7. Editar

A etapa de finalização é o momento em que o material bruto ganha forma, tornando-se um verdadeiro conteúdo EAD. Durante a edição, são feitos os trabalhos de ajustes de cor, luz, som, cortes e acréscimo de músicas (sem direitos autorais!) e vinhetas. 

Dica de leitura: conheça os melhores editores de vídeo em nosso post completo sobre o assunto! Aproveite também para entender mais a fundo como funciona o Adobe Premiere, um dos mais populares editores de vídeo disponíveis no mercado! 

8. Hospedar

Vídeo pronto, é hora de hospedá-lo! O local de hospedagem de uma vídeo aula pode ser uma rede social, como o Facebook ou o YouTube, ou uma plataforma EAD, onde estarão também todos os outros componentes da experiência educacional a distância (materiais de apoio, fórum de discussão, chat online, avaliações etc). 

Agora você já sabe o que é vídeo aula e já tem em mãos todas as informações necessárias para entender por que esse recurso pode ajudar muito a sua produção de conteúdo EAD

Se quiser ir além e começar a estudar as melhores formas de hospedar suas vídeo aulas e demais formatos de conteúdo, temos uma dica: que tal conhecer a EAD Plataforma?Nosso sistema é didático, fácil de usar e já é a opção de mais de 2 milhões de alunos! Peça nosso período de teste de 7 dias e comprove a usabilidade de nossos recursos!

Fabio Godoy