como empreender crise

5 ideias inovadoras para empreender na crise

Nenhum empreendedor espera enfrentar uma crise. No entanto, passar por momentos desafiadores é mais comum do que parece. Por isso, é fundamental conhecer as melhores ideias para empreender na crise e superar obstáculos impostos por fatores externos. 

De acordo com a Pesquisa Global de Crises, realizada pela PwC, 8 em cada 10 líderes brasileiros enfrentaram ao menos uma crise nos últimos 5 anos. Estão incluídas aí crises de imagem, sociais, de produção e até as crises causadas por fatores externos, como a mais recente, provocada pela pandemia do novo coronavírus. 

Ao longo do artigo de hoje, daremos 5 ideias para empreender na crise e algumas dicas para descobrir o seu lugar e ter sucesso mesmo em um momento adverso. 

Ideias para empreender na crise: o que levar em conta? 

Ter as melhores ideias para empreender na crise depende de uma série de fatores. Por isso, antes de iniciar qualquer negócio, é preciso fazer uma completa análise de mercado e levar alguns fatores em conta. A seguir, você confere alguns deles. 

Análise de impactos da crise em cada setor

Para você ter uma ideia, o novo coronavírus, responsável por uma crise global sem precedentes, trouxe fortes impactos em alguns setores da economia. A pesquisa abaixo, feita pelo SEBRAE Paraíba, mostra a projeção de impacto para alguns dos segmentos: 

(fonte: Sebrae/G1)

O mapeamento dos impactos da crise em cada setor ajuda a perceber oportunidades para investir e para evitar o investimento. 

Possibilidade de atender a uma necessidade da sociedade

Mais do que nunca, criar negócios com propósito e capazes de gerar impacto e inclusão social torna-se uma prioridade para os empreendedores. 

O que isso significa na prática?  

Significa que, em qualquer momento, não só em meio a uma crise, empreendedores precisam oferecer a seu público produtos ou serviços que possam efetivamente contribuir para a resolução de uma necessidade.

Além disso, o posicionamento social e os valores coletivos do negócio vão se tornando um fator importante para a decisão de compra. É o que prova a pesquisa Consumer Insights Survey, que mostra que 35% dos consumidores preferem produtos que se posicionam a favor do meio ambiente e de questões sociais. 

Ótimo planejamento financeiro

Antes de iniciar qualquer negócio, cuidar do planejamento financeiro é essencial. Quando falamos de empreender em tempos de crise, então, a coisa fica ainda mais séria. 

Mesmo que seu modelo de negócio não exija um grande aporte financeiro de início, ter um capital de giro é fundamental. 

Por isso, é importante estabilizar as contas e fazer um planejamento minucioso, englobando cada um dos custos fixos e variáveis envolvidos no negócio. 

Marketing como estratégia número 1

Ao buscar ideias para empreender na crise, é fundamental ter um pensamento realista sobre o cenário em questão. Sem um plano de divulgação consistente e atraente, motivar e engajar compradores será uma tarefa pra lá de complicada. 

Por isso, investir em marketing é um passo essencial do processo. Pense em:

Uma das palavras-chave para o marketing de engajamento nos últimos anos é a humanização do conteúdo. Diante de um cenário de crise, essa estratégia ganha força, afinal, um ambiente de fragilidade (como é o de uma crise) demanda contato humano, atenção personalizada e a construção de verdadeiras comunidades de apoio. 

Uma boa dica para humanizar o conteúdo no marketing é a técnica do storytelling. Como o próprio nome diz, fazer storytelling é contar histórias, usando experiências pessoais e um tom de voz próximo e amigável para falar sobre como aquele produto ou serviço pode ser útil. 

Agora você já sabe o que deve levar em consideração antes de buscar ideias para empreender na crise. Antes de seguir para o próximo tópico, temos uma sugestão! 

Assista ao vídeo a seguir e confira mais algumas dicas para empreender na crise: 

5 ideias para empreender na crise

Nossa lista de ideias para empreender na crise foi pensada de acordo com um critério: imaginar que o mundo está sob os efeitos de uma crise global e que toda a economia foi afetada. 

Diante de uma circunstância extrema, o que resta como oportunidade de empreendimento? A resposta é: aquilo que é essencial

Por isso, listamos 5 ideias para empreender na crise com base em serviços essenciais e fundamentais para manter o funcionamento da sociedade mesmo em tempos adversos. Leia nossas dicas e inspire-se para encontrar a melhor forma de colocar o seu negócio em prática! 

1. Consertos e manutenções

Está aí uma demanda que não para mesmo em tempos de crise. A tecnologia vem se tornando parte cada vez mais essencial da vida de todos, e, por isso, aqueles que se especializam em consertos e manutenções garantem seu ganha-pão mesmo em tempos conturbados.

Para você ter uma ideia, a plataforma GetNinjas, especializada em oferecer serviços diversos em estilo “freelancer”, registrou aumentos significativos na procura por alguns tipos de reparos e manutenções durante a crise do Coronavírus. 

  • ar condicionado: + 38%
  • videogame: + 15,9%
  • computador: + 13,8%
  • geladeira e freezer: + 9,65%
  • televisão: + 5%
  • notebooks: +1%

É importante termos em mente que, por se tratar de um vírus, a principal medida de contenção orientada pela OMS foi a prática do isolamento social, fazendo com que milhões de pessoas ficassem em casa por períodos de tempo muito superiores aos anteriormente praticados.

2. Saúde

Outro serviço essencial, que continuará tendo demanda independentemente do tipo de crise gerada é o setor de saúde. Por isso, investimentos na área podem ser promissores. 

Pense, por exemplo, na criação de farmácias online ou de plataformas para consultas com diferentes profissionais.

Neste caso, é fundamental ter em mente toda a regulação necessária para abrir um negócio no segmento de saúde. Consultar portais como a Anvisa, o ministério da Saúde e os órgãos responsáveis pelo serviço prestado é uma etapa essencial do processo. 

3. Alimentação

Assim como a saúde, a alimentação configura outro serviço indispensável, que deve encontrar lugar em meio a crises de quaisquer origens e proporções. 

No caso do novo coronavírus (que trazemos a tona por ser a mais recente crise enfrentada pelo Brasil e pelo mundo), o aumento registrado no consumo de alimentos não perecíveis foi de 36% e o de perecíveis, de 29%, de acordo com o levantamento da MindMiners

É importante, neste caso, entender o perfil da crise enfrentada e pensar em novas formas de investir no segmento. Na crise da Covid-19, empreendedores do segmento alimentício encontraram, nos serviços de delivery e retirada no local, a melhor forma de manter a sustentabilidade de seus negócios. 

4. Entretenimento

O entretenimento é mais uma das ideias para empreender na crise. Isso porque, em situações de desgaste, o alívio proporcionado pelo entretenimento confere a ele um papel essencial no enfrentamento a situações adversas. 

Programas de streaming, como a Netflix e a Amazon, ganham destaque como soluções digitais, de fácil acesso e baixo investimento, para enfrentar os impactos psicológicos de uma crise. 

Pense no setor de entretenimento como um segmento amplo e recheado de possibilidades de investimento. Podemos falar sobre teatro, cinema, jogos (ou gamificação), literatura, artes, artesanato e por aí vai! 

5. Educação a distância

Por fim, o último item da lista de ideias para empreender na crise é investir no segmento de educação a distância. 

Durante a crise do coronavírus, as ações nas escolas se valeram da EAD como ferramenta principal para manter o funcionamento do cronograma educacional para o ano letivo. 

Da mesma forma, abrir empresas de cursos online se consolida como uma opção rentável e promissora de negócio, afinal, o setor EAD só cresce no Brasil

Em 2015, por exemplo, o Brasil enfrentou uma crise econômica que impulsionou o crescimento da EAD em 25%, especialmente no segmento de educação corporativa

Agora que você já tem em mãos 5 ideias para empreender na crise, já pode começar a dar os primeiros passos. 

Se sua escolha for por investir na educação a distância, nós podemos te ajudar! A EAD Plataforma tem uma plataforma EAD utilizada por mais de 2 milhões de pessoas, e oferece todas as ferramentas necessárias para gerir de forma integrada todo o processo de aprendizagem a distância! 

Peça seu teste grátis e conheça, em 7 dias, todas as funcionalidades da EAD Plataforma! 

Fabio Godoy