tipos de LMS

Quer turbinar seu curso online? Escolha entre 4 tipos de LMS!

Você já conhece os principais tipos de LMS para inovar e, definitivamente, turbinar seu e-learning? Nesse post, vamos explicar como funcionam as opções de Learning Management System (LMS), um termo que, em português, significa Sistema de Gestão da Aprendizagem (SGA) ou mesmo Sistema de Gerenciamento de Cursos (SGC).

Para resumir, há variadas plataformas de ensino a distância disponíveis no mercado, que contam com recursos essenciais para prestar suporte ao projeto político-pedagógico, na hora de planejar, implementar e avaliar a performance dos cursos online e o desempenho dos alunos. 

Trata-se de um software interativo e responsivo, que organiza os materiais e as atividades educativas, de forma eficaz e intuitiva. Assim, você pode construir e personalizar seu próprio curso EAD, que, por sua vez, pode ser acessado a qualquer momento pelos alunos, colaboradores, franqueados e outros públicos de interesse.

Para que servem os tipos de LMS, na prática?

Os diversos tipos de LMS podem propiciar ganhos de escala no desenvolvimento dos cursos online, com ênfase nas seguintes vantagens:

  • Organização dos materiais em um único lugar, com acesso para inúmeras pessoas, independente de onde estejam e quando pretendem se conectar;
  • A responsividade permite que optar pelo mobile learning, via dispositivo móvel de preferência;
  • Possibilidade de customizar a plataforma para diferentes grupos, em alinhamento com o modelo de negócio e suas demandas: educação básica, profissionalizante, superior, treinamentos corporativos, cursos livres, franquias e afins;
  • Acompanhamento do progresso individual nas trilhas de aprendizagem, mediante a atribuição de tarefas e testes no decorrer da jornada, de maneira padronizada; 
  • Avaliação contínua para o desenvolvimento integral dos alunos, em atendimento às necessidades individuais, inclusive se for preciso reforçar certas áreas do conhecimento;
  • Comunicação síncrona e assíncrona (com e sem a presença virtual do emissor e do receptor da mensagem naquele momento), democratizando os ambientes educacionais, que se tornam mais fluídos e acessíveis;
  • Mais autonomia no diálogo entre alunos, colegas e tutores, de acordo com as respectivas disponibilidades, por intermédio de chats e webinars, por exemplo;
  • Construção do conhecimento de forma colaborativa, ao promover um espaço de debate, interação e cooperação entre turmas, reforçando as competências socioemocionais (soft skills), de modo a enriquecer o processo de ensino-aprendizagem;
  • Praticidade para gerenciar matrículas, pagamentos, testes, certificados de conclusão dos cursos, notas fiscais e relatórios dos resultados, bem como outros recursos, conforme o tipo de LMS;
  • Redução considerável no tempo e nos custos em comparação ao ensino presencial, principalmente quando falamos dos treinamentos nas empresas que têm filiais, o que costumava incluir altos gastos com: infraestrutura, transporte, acomodações, impressão das apostilas etc.

Conheça os diferenciais de 4 tipos de LMS

A seguir, listamos 4 tipos de LMS, de acordo com a disponibilidade das plataformas e as funcionalidades.

1. Instalado ou online?

  • LMS instalado: após o download, o LMS fica no servidor do cliente, com manutenção pela equipe de Tecnologia da Informação (TI) da instituição;
  • LMS web: disponível diretamente online, portanto, é mais barato em relação ao instalado, em especial porque a manutenção fica a cargo do fornecedor.

2. Hospedado ou em nuvem?

  • LMS hospedado: o cliente tem o controle da hospedagem no domínio indicado, juntamente com a responsabilidade pelas questões de segurança e manutenção;
  • LMS em nuvem: hospedagem por meio do Software as a Service (SaaS), sendo que o fornecedor é o responsável por uptime e segurança. Pode-se economizar 25% nos custos com TI.

3. Gratuito ou comercial?

  • LMS gratuito: direcionado para quem não pode investir na plataforma no momento, porém, com certas limitações em termos de ferramentas;
  • LMS comercial: com mais recursos, as versões pagas agilizam tanto a implementação quanto a manutenção.

4. Com código aberto ou fechado?

  • LMS com código aberto: permite que o usuário personalize e modifique a plataforma, em geral com o apoio de um profissional da área de TI;
  • LMS com código fechado: plataforma “pré-pronta”, com a possibilidade de personalizar alguns pontos do painel.

Exemplos práticos de plataformas LMS

Pensando nas metodologias ativas de aprendizagem, que incluem estratégias como o ensino híbrido e a sala de aula invertida, selecionamos 2 exemplos dentre os tipos de LMS. Logo, seu curso EAD pode finalmente decolar e, ao mesmo tempo, propiciar que seu aluno se torne o protagonista no processo de formação e capacitação.

1. EAD Plataforma

Com mais de 6 anos no mercado e 1000 clientes, a EAD Plataforma dispõe de duas versões. A primeira é comercial, focada na venda de cursos online, como uma loja virtual, com carrinho de compras e tudo mais. Já a segunda é voltada para o público corporativo, sendo ideal para treinar equipes e otimizar custos.

Com um amplo rol de funcionalidades, os planos de standard a premium envolvem:

  • Aulas ao vivo: conte com o chat integrado, para interação em tempo real;
  • Assinatura: faça como a Netflix e personalize os planos de assinatura;
  • Automatização: agilize cadastros e matrículas, importando 1.000 alunos por vez;
  • Pagamento customizado: configure parcelamento, juros e data de vencimento;
  • Carrinho de compras: receba via cartão de crédito ou boleto bancário;
  • Promoções: divulgue campanhas de captação com até 100% de desconto;
  • Aulas e provas: programe o calendário, os módulos, os testes e os certificados;
  • API: integre a plataforma LMS com os sistemas externos;
  • Segurança: configure seu domínio, com hospedagem e certificado de segurança;
  • Personalização: tema customizável e de fácil gerenciamento;
  • Usabilidade: otimização para celulares, tablets e computadores;
  • E muito mais!

2. Scaffold Education

Com ênfase nas universidades corporativas, a Scaffold tem como mote: “resultados pela aprendizagem”, com o objetivo de desenvolver pessoas e, consequentemente, impactar os negócios. Alguns dos diferenciais são:

  • Gamificação;
  • B-learning (cursos semipresenciais);
  • App para alunos e colaboradores;
  • Sem necessidade de instalação;
  • Ferramentas de segurança;
  • Armazenamento ilimitado;
  • E mais!

Enfim, quer conhecer mais sobre os tipos de LMS e o potencial desse sistema inovador para otimizar os resultados do seu curso online? Fale com os nossos consultores agora mesmo e aproveite para testar por 7 dias grátis

Aliás, não perca os conteúdos exclusivos do Blog da EAD Plataforma, que são especialmente elaborados para te ajudar a decolar, alçando voos ainda mais altos!

Fabio Godoy