omo fazer um brainstorming

Como fazer um brainstorming eficiente em 5 passos?

Se você precisa resolver um problema, mas está enfrentando o tão temido bloqueio criativo, precisa descobrir como fazer um brainstorming. 

A técnica, muito utilizada por publicitários e profissionais do segmento cultural e criativo, ajuda a ordenar pensamentos e encontrar saídas para os mais complexos labirintos. 

Quer descobrir como fazer um brainstorming eficiente? Então leia nosso artigo e confira o passo a passo com 5 dicas imperdíveis: 

  1. Crie uma meta focada no problema
  2. Coloque todas as ideias na mesa
  3. Aprecie as ideias incomuns
  4. Combine as possibilidades
  5. Condense as conclusões em um plano de ação

Continue nesse post que falaremos em detalhes como colocar em prática esses passos com exemplos! 

Tempestade de ideias: o que é um brainstorming? 

Espontaneidade, compartilhamento de ideias, construção coletiva. Esses são os três princípios da “tempestade de ideias”, tradução livre de “brainstorming”. O objetivo da prática é justamente esse: liberar tudo o que vem à mente e que, de alguma forma, possa contribuir para solucionar um problema previamente determinado. ]

A partir da visualização de todas as possibilidades, é possível traçar planos de ação muito mais criativos e potencialmente eficientes para resolver qualquer situação. 

Muito utilizado em agências de publicidade ou ambientes de trabalho mais extrovertidos, o entendimento de como fazer um brainstorming, na verdade, pode ser útil para diversos tipos de empreendimento, inclusive os de EAD

A prática pode ser o caminho mais eficiente para encontrar soluções “fora da caixa” para motivar alunos EAD, captar novos alunos e até tornar a produção de conteúdo mais dinâmica e interativa. 

Entenda um pouco mais sobre o método do brainstorming assistindo ao vídeo abaixo: 

Tipos de brainstorming

Existem algumas subdivisões para o termo brainstorming na prática. Elas dizem respeito à forma como as ideias são coletadas. 

É importante ter mente que, seja qual for o formato de brainstorming adotado, sua essência permanece a mesma: trazer à tona qualquer tipo de pensamento que possa, de alguma forma, contribuir para a solução da questão colocada. 

Individual

Sabemos que as construções coletivas tendem a ser mais ricas. Mas, se você é, por exemplo, um tutor EAD em busca de soluções criativas para elaborar conteúdo, você também pode fazer um brainstorming! 

E tem mais! É extremamente entender como fazer um brainstorming individual. Tudo o que você precisa é de um suporte para depositar as ideias (vale um computador, folhas de papel, post its ou até o bloco de notas do celular). 

O brainstorming individual é perfeito para solucionar problemas rotineiros e questões 

Grupo

Construções coletivas de ideias, como fazer um brainstorming em grupo, geralmente levam a resultados mais interessantes. Isso porque o ambiente propicia a reunião de ideias e pensamentos muito diversos, o que pode gerar combinações inusitadas e potencialmente inventivas. 

Por isso, de uma forma geral, o brainstorming coletivo é o mais utilizado. Ele se baseia na reunião de pessoas-chave para o processo em questão, e permite que todos contribuam com insights e ideias. 

Se você está criando uma empresa de cursos online, por exemplo, desenvolver um brainstorming em grupo com os tutores, administradores, contadores e até mesmo alguns alunos pode te ajudar muito na construção de um negócio com maior potencial de sucesso! 

Ordenado

Independentemente da constituição do brainstorming, há, também, duas formas de expor as ideias no processo. A primeira delas é chamada de “ordenada”. 

Ela é mais utilizada no formato de grupos, porque pressupõe a criação de uma ordem de apresentação das ideias. Entretanto, há quem entenda como fazer um brainstorming eficiente como um processo organizado, mesmo quando feito individualmente. 

Nesse caso, as etapas são desenhadas de forma progressiva: primeiro, o problema é estabelecido e destrinchado. Depois, são pensadas formas de resolvê-lo. Em seguida, as ideias são combinadas em busca de uma solução eficaz para o desafio proposto. 

Livre

O formato de brainstorming livre é o que mais se aproxima do processo criativo em si. Nele, quem manda é a imaginação. Seja em grupos ou individualmente, o objetivo é contribuir para solucionar o desafio, e isso pode acontecer conforme as ideias surgirem. 

No ambiente corporativo, esse formato não é muito utilizado, pois pode levar mais tempo e soar como desvio do objetivo central.

Agora que já falamos sobre o conceito e os principais tipos de tempestade de ideias, é hora de irmos além. A seguir, vamos ver, na prática, como fazer um brainstorming eficiente em 5 passos! 

Como fazer um brainstorming eficiente? 5 passos

1. Crie uma meta focada no problema

O primeiro passo para entender como fazer um brainstorming eficiente é ter em mente o problema a ser resolvido. Vamos pensar em um exemplo? Suponhamos que o problema aqui seja a divulgação de um produto digital na área de educação a distância. 

Há diversas formas de fazer isso, mas você está em busca de uma campanha inaugural impactante e diferente. Essa será sua meta. 

2.Coloque todas as ideias na mesa, até as mais loucas

O segundo passo é começar a colocar na mesa todas as ideias para resolver o desafio. Pensando nisso há, aqui, um ponto de atenção: até as mais loucas e improváveis devem aparecer! Isso porque, muitas vezes, um pequeno detalhe modificado torna uma ideia louca em uma possibilidade real e interessante. Por isso, nada deve ser descartado! 

Vamos pensar no lançamento do nosso produto digital. De que forma isso pode ser feito? 

Coloque tudo na mesa: parcerias com influencers, criação de uma websérie, lançamento de um vídeo com a participação de algum especialista em educação, possíveis estratégias de marketing digital e por aí vai. 

3. Aprecie as ideias incomuns

O passo seguinte é a avaliação de cada ideia com base no objetivo principal estabelecido. Por isso, o grande segredo para entender como fazer um brainstorming funcionar é saber que até as ideias incomuns têm seus pontos positivos. 

Quer ver? 

Na etapa acima, falamos sobre a participação de um especialista em educação em um vídeo que promove o seu produto. Isso pode parecer improvável, já que tais especialistas são figuras renomadas e podem parecer pouco acessíveis. 

Mas será mesmo que não é possível tornar essa ideia viável? Caso não seja, é possível adaptá-la de alguma forma? 

4. Combine possibilidades

O passo 4 para entender como fazer um brainstorming pode funcionar como a continuidade do passo 3. E se combinarmos possibilidades em busca de uma solução mais eficaz? 

Seria possível, no exemplo que estamos usando, encontrar um influenciador digital que seja especialista em educação e utilizá-lo como parceiro para divulgar o produto digital? Que tal criar um webinar com a sua participação? 

5. Condense as conclusões em um plano de ação

Por fim, depois de passarem pelos filtros mencionados acima, algumas ideias ainda restarão como possibilidades viáveis de atuação. Chegou a hora de pensar de forma prática em sua aplicação. 

Para isso, comece a formatá-las em algo que se assemelhe a um plano de ação. A pergunta-chave deve ser: como minha ideia pode ser usada para ajudar efetivamente a inaugurar e vender meu curso online

Como tornar seu brainstorming um sucesso

Entendeu como fazer um brainstorming? Além das dicas práticas acima, separamos mais alguns detalhes que podem fazer toda a diferença em seu processo de ideação. 

  • aposte em formas de estimular a criatividade;
  • não interrompa o fluxo criativo — faça o brainstorming em uma só tacada;
  • se optar pelo brainstorming em grupo, não permita conflitos ou monopólios do processo. Todos devem participar; 
  • consuma cultura! Muitas vezes é a melhor fonte de ideias;
  • cultive a curiosidade como uma fonte de informação; 
  • dedique-se ao processo, mas permita-se criar a qualquer hora! 

Para encerrar nosso conteúdo sobre como fazer um brainstorming, nosso convite é para que você assista à palestra de Steven Johnson sobre criatividade e boas ideias no TEDx. É uma inspiração e tanto! 

Após o fim da leitura deste artigo, que tal permanecer no tema e aprender como fazer vídeo aulas criativas? Temos algumas dicas imperdíveis para tornar seu conteúdo diferenciado e eficaz! 

Fabio Godoy