como ajudar um aluno com dificuldade de aprendizagem

Como ajudar um aluno com dificuldade de aprendizagem: 4 dicas pedagógicas para auxiliar nesse processo

Sabe qual a forma mais eficaz para identificar um profissional da educação que realmente se preocupa com seus discentes? É observar aqueles que, assim como você, se preocupa em aprender como ajudar um aluno com dificuldade de aprendizagem.

A oportunidade de fazer parte da formação acadêmica, pessoal e profissional de diversas pessoas é uma dádiva inquestionável, e um trabalho muito gratificante. 

No entanto, isso não significa que não haverá percalços no caminho.  

Ser educador é uma tarefa árdua e, muito certamente, todo professor já passou pela experiência de ter, em sua sala de aula, seja ela presencial ou online, um aluno que necessitava de uma ajuda extra para conseguir acompanhar a turma

Nesses casos, saber como ajudar um aluno com dificuldade de aprendizagem é o segredo para ter sucesso. 

Por isso, hoje trouxemos algumas dicas que podem te ajudar a melhorar a experiência do seu aluno em suas aulas. Vamos lá!

Por que é importante saber como ajudar um aluno com dificuldade de aprendizagem?

Pode ser que você lecione aulas para uma turma e ninguém demonstre dificuldades em aprender. 

Ou, pode ser que você acabe encontrando um aluno que, por mais que se esforce muito, não consegue chegar ao mesmo nível dos colegas sem uma ajuda extra.

Fato é que, cedo ou tarde, como professor, você terá um aluno que precisará de sua ajuda para conseguir entender as matérias e ir bem em uma aula ou curso

Ou, caso não aconteça com você, pode ter um colega enfrentando essas circunstâncias. 

Nessas horas, saber como ajudar um aluno com dificuldade de aprendizagem pode fazer total diferença em sua jornada como docente

Afinal, o objetivo de toda pessoa que desempenha o papel de professor é transmitir conhecimento, e garantir que o que foi ensinado foi realmente captado por seus alunos. 

Por isso, entender quais os motivos pelos quais os estudantes podem enfrentar adversidades durante seus anos escolares é muito importante. Entre as causas mais comuns, podemos citar:

  • Dislexia;
  • Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH);
  • Disgrafia e discalculia, entre outros.

Também não se pode esquecer que questões emocionais, problemas familiares e dificuldades externas podem influenciar diretamente o desempenho do aluno durante as aulas e avaliações.

Meu aluno tem dificuldades de aprendizagem. E agora?

1. Procure entender a situação

Antes de mais nada, é importante reunir o máximo de informações sobre o aluno. 

Caso tenha acesso aos arquivos de matrícula dele, por exemplo, poderá observar se existe algum tipo de aviso dado pelos pais, responsáveis ou até outros profissionais, como outros professores ou médicos.

Além de analisar o desempenho dele ao passar dos anos. A dificuldade de aprendizagem sempre esteve presente ou somente agora ela foi percebida? É em uma matéria específica? 

Esse breve levantamento é o que ajudará você a traçar as melhores estratégias para ajudar o aluno com dificuldade, entendo qual abordagem seguir e o tipo de ensino mais indicado para ele. 

Mas, se porventura, você venha a constatar que nenhuma observação foi apontada no momento da matrícula, organize uma reunião com os responsáveis para que o assunto seja tratado com o conhecimento de todos os envolvidos.

Existem inúmeros casos em que nem mesmo os tutores do aluno em questão tem conhecimento de possíveis transtornos cognitivos dele.

Neste caso, a melhor opção é encaminhá-lo para um profissional da saúde, que possa realizar um diagnóstico, esclarecer as dúvidas dos pais e entrar com tratamentos e medidas de reforços para ajudar o aluno a desempenhar melhor suas atividades diárias. 

2. Considere os fatores externos

Para saber como ajudar um aluno com dificuldade de aprendizagem da melhor maneira é preciso entender, também, que nem sempre o problema está relacionado a questões cognitivas

Pense em quantas vezes você não se saiu tão bem em algo ou não lecionou a melhor das aulas por um problema pessoal que, infelizmente, acabou te afetando profundamente.

Seus alunos não estão isentos de passar por esse tipo de situação. 

Por isso, se você quer estar preparado para ajudar um aluno que está com dificuldades, o primeiro passo é desenvolver um olhar observador. 

Uma vez que você sabe como é o comportamento natural do discente em sala, consegue perceber quando algo está estranho, e entender que a baixa performance pode estar relacionada a problemas pessoais, familiares ou no próprio ambiente escolar.  

Alunos que passam por grandes traumas em casa, como, por exemplo, separação dos pais ou até mesmo morte de um familiar, apresentam grandes problemas na concentração e capacidade de raciocinar logicamente durante um certo tempo.

Já no ambiente escolar, a convivência com outros estudantes, disposição de lugares na sala de aula ou bullying são fatores que influenciam de maneira negativa o seu comportamento.

Entender que essas interferências acontecem e agir rapidamente ao menor sinal de estranheza é uma das formas de como ajudar um aluno com dificuldade de aprendizagem. 

3. Planeje suas lições de maneira abrangente

Parte importante no processo de aprendizado é como o conteúdo será passado para os estudantes.

Nenhum discente é igual ao outro e, com isso em mente, é fácil concluir que dentro de uma sala com cerca de trinta alunos, existem inúmeras variações de entendimento para cada assunto.

Dessa forma, procure montar suas aulas de uma forma mais ampla. Abuse dos exemplos, das atividades práticas, explique uma matéria de duas, três formas diferentes para garantir que todos entendam o que foi passado.

Para aqueles alunos com maior dificuldade, crie atividades extras não avaliativas, mas com o simples intuito de assegurar de que ele também compreendeu o que foi lecionado. 

Os usuários da EAD Plataforma podem utilizar a funcionalidade do fórum para estimular  a conversa entre os alunos e a troca de informações e experiências. Assim, além de conseguir avaliar o desempenho dos alunos, eles têm a oportunidade de compartilhar os aprendizados entre si.  

Quer saber mais sobre a função Fórum? Veja o vídeo abaixo:

4. Reúna-se com os outros integrantes do corpo docente

Saiba quando é a hora de dividir suas funções e pedir auxílio de seus colegas de trabalho. 

Sejam outros professores de outras matérias do aluno em questão ou até mesmo diretores e supervisores, discuta sobre suas observações e questionamentos.

Tenha em mente que todos são profissionais capacitados e que compartilham do mesmo cotidiano que você. Sendo assim, trabalhando juntos, poderão surgir muitas sugestões e soluções criativas de como ajudar um aluno com dificuldade de aprendizagem.

Continue evoluindo suas metodologias de aprendizagem! 

Agora que você sabe os passos básicos, mas extremamente necessários para ajudar um aluno com dificuldades de aprendizagem, é hora de continuar aprendendo novas formas de repassar conhecimento para seus discentes.

Abaixo, veja alguns conteúdos do blog da EAD Plataforma que podem te ajudar nessa tarefa: 

Fabio Godoy