Como-montar-um-curso-de-ingles-online

Como montar um curso de inglês online? 8 dicas para começar com o pé direito

Você sabia que, no Brasil, apenas 10% dos jovens (entre 18 e 24 anos) falam inglês? Se considerarmos que esta é a língua mais importante do mundo, saber como montar um curso de inglês online pode ser um negócio verdadeiramente promissor. 

Por isso, ao longo do artigo de hoje, você vai descobrir, em 8 passos, como dar o start e entender como montar um curso de inglês online: 

  1. Segmente sua área de atuação
  2. Determine seu público-alvo
  3. Modele o curso do início ao fim
  4. Produza o conteúdo
  5. Defina a plataforma de hospedagem
  6. Desenhe um plano de marketing e atração
  7. Crie uma estratégia de fidelização e pós-venda
  8. Teste os resultados

Boa leitura! 

Como montar um curso de inglês online em 8 dicas

A seguir, você conhece os 8 principais passos para quem busca entender como montar um curso de inglês online. 

1. Segmente sua área de atuação

O primeiro passo para entender como montar um curso de inglês online é segmentar sua área de atuação. Afinal, o universo do idioma é muito extenso, e, para garantir a efetividade do curso online, é preciso delimitar o universo de ação.

Aliás, mais do que isso, é preciso compatibilizar o conteúdo com o tempo de curso. 

Por isso, podemos dizer que o passo 0 deste cronograma seria definir o formato do seu curso. 

De acordo com a legislação de cursos online, é possível criar diferentes tipos de formação não-presencial. Os cursos livres, por exemplo, não exigem nenhum tipo de autorização prévia ou posterior para funcionarem.

Por sua vez, os cursos livres costumam ter curta duração, mas podem ser segmentados em módulos ou capítulos. 

Então, após definir o formato do seu curso online, defina um recorte de atuação. Algumas sugestões são:

  • inglês para crianças;
  • inglês para entrevistas de trabalho;
  • dicas de inglês para quem viaja;
  • preparação para exames e testes internacionais;
  • introdução ao idioma;
  • aulas de conversação
  • e por aí vai. 

2. Determine seu público-alvo

Com a resposta à pergunta anterior em mãos, fica mais fácil partir para o segundo passo. Afinal, é hora de determinar o público-alvo para o qual você dará aulas de inglês online.

Este público pode ser infantil, estudante, corporativo etc. 

Sendo assim, nossa dica de ouro para entender com precisão quem é o seu público-alvo é desenhar uma persona. Afinal, a persona é uma representação do “cliente ideal” (ou, neste caso, do aluno ideal) de uma empresa. 

Por isso, para entender quem é a persona do seu curso de inglês online, é preciso ser específico nos detalhes!

Pense em um nome, uma idade, uma profissão. Em seguida, determine os hábitos dessa pessoa, suas ambições e desafios diários. Entenda como você poderá captar novos alunos EAD com este perfil, e de que forma o seu curso pode ser desenhado para atender às expectativas da persona.  

Veja no vídeo abaixo algumas dicas sobre como desenhar a sua persona: 

3. Modele o curso do início ao fim

Pronto! É hora de começar a entender como montar um curso de inglês online na prática. 

Com o conteúdo segmentado e o público-alvo definido, é chegado o momento de desenhar a estrutura do curso. É o que chamamos de plano de aula EAD

O plano de aula é um documento essencial para o gestor educacional. Afinal, por meio dele, será possível guiar o percurso de aprendizagem do início ao fim. Dessa forma, nele devem ser descritos os capítulos (ou módulos) trabalhados, os resultados esperados e os caminhos trilhados para alcançar o objetivo. 

Por estarmos falando de um curso ainda não colocado em prática, a etapa de modelagem deve ter alguns passos adicionais, tais como:

  • formas de pagamento;
  • principais canais de comunicação entre tutores EAD e alunos;
  • performance mínima necessária para a obtenção do certificado de curso;
  • etc. 

4. Produza o conteúdo

Desenhou o modelo do seu curso de inglês online? Então é hora de recheá-lo! 

Ao entender como montar um curso de inglês online, uma das percepções que você certamente terá diz respeito ao valor estratégico da produção de conteúdo EAD.

Estamos falando sobre um mundo volátil e complexo, e, sobretudo, de alunos antenados no mundo digital. 

Ao mesmo tempo em que isso abre uma série de possibilidades, também traz desafios. 

Um deles é a desatenção. De acordo com pesquisas, como esta, divulgada pela BBC, atualmente, a tecnologia faz com que os seres humanos tenham um tempo de concentração semelhante ao de um peixinho dourado (8 segundos!). 

Dessa forma, cabe aos produtores de conteúdo encontrar caminhos para driblar a desatenção e motivar os alunos EAD. Uma dessas formas é a utilização de diferentes tipos de conteúdo EAD.

Aliás, as possibilidades — felizmente — são muitas! Veja alguns exemplos a seguir: 

  • microlearning: conteúdo apresentado em pequenas doses, ou pílulas, que facilitam a assimilação;
  • mobile learning: formato de conteúdo pensado para ser consumido por meio dos dispositivos móveis

5. Defina a plataforma de hospedagem

Com o conteúdo desenvolvido, é hora de avançar mais um passo. Afinal, para entender como criar um curso de inglês online, é preciso pensar em hospedagem de cursos online. 

E a resposta a essa pergunta está diretamente relacionada ao seu objetivo enquanto empreendedor. O objetivo é monetizar o curso?

Se a resposta for sim, plataformas como o YouTube podem não ser indicadas. Apesar de reunir milhões de usuários, o YouTube exige algumas condições mínimas para permitir a monetização de seus conteúdos

Por isso, nesse caso, o recomendado é escolher entre plataformas EAD. Afinal, estas soluções foram pensadas especificamente para o caso dos cursos online, e disponibilizam recursos que facilitam a gestão administrativa e financeira. 

6. Desenhe um plano de marketing e atração

Com a estrutura do curso de inglês online finalizada, é hora de partir para a ação externa. Afinal, como captar alunos para um curso novo? 

Nós temos algumas dicas. 

Uma delas é desenvolver um bom plano de marketing. Com ele, será possível analisar o cenário e entender quais são as melhores frentes de atuação.

Sem dúvidas, o marketing digital merece uma atenção especial, afinal, estamos falando sobre a divulgação de um produto digital.

Outra dica de ouro é utilizar ferramentas diversificadas de atração: planeje a divulgação de vídeos, conteúdos ricos, promova webinars com parceiros e faça promoções de inauguração. 

Estes são apenas alguns dos caminhos que podem te ajudar a compreender como montar a divulgação de um curso de inglês online.

7. Crie uma estratégia de fidelização e pós-venda

Nem só de novos alunos vive um curso online! Por isso, é preciso investir tempo e concentração em manter os alunos antigos na base de contatos.

Philip Kotler, considerado o pai do marketing, já dizia: conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais do que fidelizar um cliente antigo. 

Por isso mesmo, não “abandone” seus alunos após finalizarem a formação. Mantenha o contato, compartilhe novas ofertas, faça descontos especiais e estimule a educação continuada. 

8. Analise os resultados

Agora você já está bem perto de descobrir tudo sobre como montar um curso de inglês online. Nossa dica final é para que os resultados obtidos com o curso sejam frequentemente analisados.

Além disso, a partir desta análise, o ideal é que seja possível aperfeiçoar a formação, conferindo a ela um caráter constantemente inédito. 

Dicas de ouro para não errar

A receita para entender como montar um curso de inglês online pode até seguir um padrão. Entretanto, os resultados encontrados pelos tutores que se arriscam no modelo são diversos. 

Mas, afinal, por que isso acontece? — você pode estar se perguntando.

Nós respondemos: porque o resultado do empreendimento depende fortemente das ferramentas escolhidas. 

Por isso, seja na hora de produzir conteúdo ou na hora de escolher a melhor hospedagem para o seu curso online, a pesquisa é fundamental. 

Lembre-se de que a plataforma EAD representa a fonte de conexão entre a gestão administrativa e educacional do curso. Além disso, é o maior elo entre tutores e alunos. 

Por isso, na hora de escolher a sua plataforma, leve em consideração aspectos que ajudem a destacar as melhores soluções do mercado. Algumas dicas de funcionalidades presentes nas melhores plataformas EAD são: 

  • variedade de recursos educacionais disponíveis;
  • responsividade;
  • possibilidade de personalização;
  • segurança de dados; 
  • integrações com outras ferramentas (como de emissão de notas fiscais, automação de marketing etc);
  • métodos de pagamento variados e seguros;
  • disponibilidade de suporte; 
  • autonomia para o gestor.  

Enfim, se, depois de entender como criar um curso de inglês online, você quiser cortar caminho nesta, que pode ser uma busca longa pela melhor hospedagem, nós temos uma dica!

Conheça a EAD Plataforma, a plataforma EAD que já acumula mais de 2 milhões de usuários! 

Para ver de perto cada funcionalidade do nosso sistema, preencha este formulário e teste gratuitamente a EAD Plataforma por 7 dias!

Fabio Godoy