Como montar aulas EAD

Como montar aulas EAD? 5 truques infalíveis para se destacar!

Quer engajar seus alunos, com conteúdos significativos e motivadores? Para te ajudar nessa missão, preparamos este post sobre como montar aulas EAD, contando com as inovações tecnológicas da educação a distância.

Aliás, o processo de “como montar aulas EAD” pode variar conforme o público-alvo. Isso porque a versatilidade do e-learning traz soluções para: educação básica, ensino superior, cursos livres e técnicos, universidade corporativa e muito mais. E o principal: nas aulas remotas, é essencial acolher e inspirar os estudantes, tal como diz a Professora Coruja, no vídeo a seguir.

Pré-produção: como montar aulas EAD?

Antes de falarmos sobre como montar aulas EAD, é fundamental definir qual será seu plano de aula. Em resumo, trata-se de refletir sobre qual é o objetivo a ser alcançado nesta ação formativa em específico, em relação ao conteúdo geral do curso.

Pensando nisso, é importante se perguntar:

  • Que tema será abordado nesta aula?
  • Quem é o público com quem você vai dialogar?
  • Qual é a mensagem a ser transmitida?
  • Entre outras questões.

Além disso, vale considerar uma abordagem criativa, em especial para falar de temas complexos, de modo a engajar os alunos e promover um ambiente plural, que, por sua vez, possibilite o diálogo e a troca de experiências. Isso pode ser feito de muitas maneiras, visto que as tecnologias nos propiciam um amplo leque de ferramentas. 

E como montar aulas EAD usando as inovações tecnológicas?

Temos à disposição inúmeros tipos de conteúdos digitais, entre eles:

Por sinal, o Censo EAD.BR, realizado pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), aponta que os mais usados são: teleaulas, textos digitais, livros eletrônicos (e-books) e vídeos de diferentes gêneros (que não sejam teleaulas). No estudo, ainda constam: áudios (podcasts, músicas etc.), simulações online, jogos eletrônicos e recursos adaptativos, entre outros.

5 passos básicos para aprender como montar aulas EAD

Mas como montar aulas EAD, na prática? Definitivamente, esse não é um segredo guardado a sete chaves, uma vez que podemos aplicar uma fórmula simples e eficaz para gerar resultados satisfatórios. Portanto, listamos 5 passos práticos para que você possa começar agora mesmo!

1. Defina o propósito motivador da sua aula

Já ouviu falar do conceito de círculo dourado, que é usado por grandes líderes para inspirar ações em outras pessoas? Basicamente, o argumento está ligado a demonstrar seu propósito motivador, isto é, como pretende deixar uma marca positiva no mundo.

Assim, você pode “vender” para pessoas que igualmente acreditam naquilo que você acredita. Por exemplo, o comprometimento com a inclusão social, a equidade e a diversidade na educação, entre tantas outras pautas relevantes.

2. Faça uma pesquisa para enriquecer o conteúdo

Comece a organizar as suas ideias, juntamente com a bibliografia consultada e as referências audiovisuais (músicas, vídeos, infográficos…). Dessa forma, fica mais fácil ordenar o conteúdo da aula expositiva, dentro de um determinado módulo do curso.

Tendo selecionado as informações pertinentes, é chegada a hora de estruturar em tópicos, que ainda podem se dividir em subtópicos, se necessário. A propósito, não esqueça de planejar cada item com início, meio e fim, ok?

3. Escolha a metodologia que será aplicada

Diferente dos formatos tradicionais, você pode apostar nas metodologias ativas de aprendizagem, lançando mão da interatividade do EAD para otimizar as práticas pedagógicas e dar mais autonomia para os alunos. Dois exemplos são a sala de aula invertida e o ensino híbrido.

De fato, são novas formas de ensinar e aprender, assim como avaliar o que foi realmente absorvido. Em outras palavras, são esforços colaborativos, considerando as mudanças de paradigma da sociedade e o protagonismo estudantil no processo de ensino-aprendizagem. 

4. Prepare os recursos essenciais para a produção

Pense que há três etapas: a pré-produção, a produção em si e a pós-produção, ou seja, antes, durante e depois. Por isso, leve em conta os seguintes itens:

  • Roteiro: organize as ideias antecipadamente, para roteirizar os conteúdos de acordo com o módulo do curso e o tempo da aula;
  • Iluminação: se você não tiver um kit de iluminação, tente se posicionar perto de uma janela, para aproveitar as vantagens da luz natural;
  • Maquiagem: em geral, uma make leve serve para deixar seu rosto uniforme e sem brilho, com a finalidade de manter a atenção dos alunos nas informações transmitidas;
  • Equipamentos: a câmera do celular pode ser uma ótima aliada, de preferência estando em um suporte, para evitar imagens “tremidas”. Se possível, invista em um microfone de lapela, um software de edição de imagens (Adobe Premiere, After Effects ou Sony Vegas) e uma plataforma eficaz para hospedar o curso.
  • Ambientação: o cenário deve ser condizente com o tema abordado, mas não precisa ser uma produção hollywoodiana. Logo, preparamos um infográfico com recomendações práticas para ambientar suas aulas de maneira eficiente.

5. Grave uma aula que seja atrativa e informativa

Por fim, o ato de gravar aulas EAD não precisa ser um bicho de sete cabeças, certo? Afinal, quem tem o dom de ensinar, costuma encontrar maneiras criativas de compartilhar seus valiosos conhecimentos.

Nesse ponto, pode ser interessante pesquisar sobre o marketing de conteúdo e o storytelling. Embora não sejam diretamente relacionadas com o “como montar aulas EAD”, essas estratégias contribuem para atrair a atenção do público, contando histórias envolventes e, ao mesmo tempo, gerando mais engajamento.

Então, agora que você sabe como montar aulas EAD, já pensou em lançar seu próprio curso online? Entre em contato com os consultores da EAD Plataforma para conhecer os recursos disponíveis e testar gratuitamente por 7 dias. E mais: não perca os outros conteúdos do Blog:

Fabio Godoy