O que é webconferência no EAD

O que é webconferência no EAD? 5 passos práticos pra começar!

Em face da crise do coronavírus, as videoconferências dispararam, porém, esse formato já não atende às necessidades do âmbito educacional, plenamente. Por outro lado, a pandemia tem acelerado o upgrade das ferramentas digitais, sendo assim, é vital entender o que é webconferência no EAD e como aprimorar esses encontros virtuais. Na EAD Plataforma, por exemplo, observamos o crescimento de 300% na busca por nossas funcionalidades exclusivas!

Isso porque nos dedicamos a diminuir as distâncias e promover a inclusão social por meio da educação, visando driblar esse cenário preocupante, no qual 8,7 milhões de alunos não tiveram acesso às aulas remotas durante o isolamento social. Em outras palavras, é imprescindível ampliar a disponibilidade do ensino a distância, em larga escala, lançando mão de um amplo rol de benefícios, a citar: flexibilidade, acessibilidade, custo-benefício, usabilidade e muitos outros. 

Logo, preparamos um post para falar das boas práticas do ensino remoto, incluindo o que é webconferência no EAD e, em especial, como essa interatividade pode contribuir efetivamente para enriquecer o processo de ensino-aprendizagem, de modo a abrir novos caminhos para que, juntos, possamos superar a emergência sanitária. A propósito, recomendamos o webinar da FGV, que trata justamente da transformação digital na educação diante do contexto pandêmico. 

Mas, afinal, o que é webconferência no EAD?

Para contextualizar o que é webconferência no EAD e como isso funciona na prática, vamos começar falando das vantagens do uso dessa ferramenta dentro do ambiente virtual de aprendizagem, principalmente devido ao fomento do ensino híbrido, que mescla as aulas presenciais e as remotas, para potencializar o aproveitamento dos conteúdos. 

Nessa perspectiva, podem-se destacar os seguintes ganhos ao contar com as funcionalidades da webconferência no ensino a distância:

  • Estímulo à interação e à troca de ideias entre a turma, com chat integrado e fórum de discussões in loco, ou seja, no próprio local;
  • Mais motivação ao promover ações inovadoras, oportunizando a espontaneidade nas práticas pedagógicas, o que também capta a atenção dos estudantes de maneira mais efetiva;
  • Comunicação síncrona para conferir mais assertividade no esclarecimento das dúvidas, nas revisões dos conteúdos e, sobretudo, nos diálogos que envolvem temas complexos e polêmicos;
  • Mais proximidade entre tutores e alunos, o que reflete na geração de valor do curso;
  • Aumenta a satisfação dos stakeholders e, por conseguinte, reduz consideravelmente os índices de evasão; 
  • Promoção de workshops para abordar temas pontuais, como nos ciclos de debates e ainda nos treinamentos de colaboradores; 
  • E muito mais.

Por sinal, a webconferência igualmente pode ser usada em ações de marketing digital, para amplificar o engajamento dos públicos de interesse no lançamento de novidades, como nos casos de: aula inaugural, aula “bônus” e certas datas comemorativas, ao passo que isso também se aplica aos momentos de “marco” do curso. Para exemplificar, ao atingir o expressivo número de 100 aulas, é possível preparar uma atividade focada em dinamizar esse aprendizado remoto.  

Qual a diferença entre videoconferência e webconferência?

Efetivamente, qual é a diferença entre o que é webconferência no EAD versus a videoconferência? A resposta é mais simples do que parece: à medida que a videoconferência enfatiza apenas o audiovisual, a webconferência vai muito além, pois junto aos recursos audiovisuais, engloba várias ferramentas para otimizar a interação e estimular a participação do público. Alguns exemplos são: tutoria, chat integrado, fórum de discussão, slides dinâmicos etc.

E quais são as ferramentas essenciais para uma webconferência de sucesso?

Para promover um evento digital bem-sucedido, é preciso entender o que é webconferência no EAD, bem como investir na infraestrutura, conforme a possibilidade:

  • Câmera com suporte e microfone direcional acoplado (ou mesmo o microfone de lapela);
  • Kit de iluminação: ring light, painel de led, softbox, sun gun e afins;
  • Cenário correspondente ao tema e, de preferência, em um local tranquilo;
  • Software de exibição (similar aos usados nos webinars), a exemplo do Twitch, do GoToWebinar e do WebinarJam;
  • Plataforma EAD com design responsivo para viabilizar o acesso por inúmeros dispositivos, tais como: notebooks, tablets, celulares.

Passo a passo: o que é webconferência no EAD e como fazer?

Agora que já mencionamos tanto o que é webconferência no EAD quanto as principais vantagens dessa ferramenta de apoio docente, chegou a hora da mão na massa. A seguir, listamos passos práticos para facilitar essa imersão no incrível mundo da construção do conhecimento de forma colaborativa, afinal, o notável crescimento do EAD mostra que, cada vez mais, as pessoas buscam autonomia, flexibilidade, cooperação e economia nos processos contínuos de aprendizado.

Em uma nota paralela, cabe ressaltar que o investimento em certos equipamentos pode ser feito ao longo do tempo, pois o que mais importa é compartilhar conteúdos de qualidade. Então, vamos aos 5 passos básicos para colocar tudo isso em prática!  

1. Contrate uma plataforma EAD eficaz

Pesquise no mercado o custo-benefício para hospedar seu conteúdo. Aqui na EAD Plataforma, temos excelentes planos e funcionalidades, o que inclui as aulas ao vivo, com chat integrado, para gerar engajamento em tempo real e facilitar a comunicação com a turma. E mais: viabilizamos as transmissões online, em que o material fica disponível nos diferentes canais, simultaneamente: Youtube, Facebook e outras mídias sociais.

2. Escolha o tema da webconferência

Começando pelo roteiro, considere qual será o assunto primário, juntamente com a abordagem e a linguagem, levando em conta o público e os materiais de apoio. Além disso, ao organizar a estrutura da sua webconferência, vale reservar um tempo para responder interações. Se possível, conte com o apoio de mais alguém para relacionar as perguntas e, assim, agilizar o diálogo com os participantes durante o evento.

3. Prepare uma ambientação condizente com o tema

O ideal é montar um cenário organizado, preferencialmente em um ambiente fechado para evitar interferências externas, desde ruídos até animais de estimação e outras pessoas passando na frente da câmera. Por falar nisso, é preciso ter espaço suficiente para acomodar os equipamentos necessários para a transmissão. E, se você não tiver o kit de iluminação, tente se posicionar próximo a uma janela, para aproveitar a luz natural.   

4. Divulgue o evento 

Se, por um lado, dizem que a propaganda é a alma do negócio, por outro, nem sempre é preciso gastar muito para divulgar as novidades. Com estratégias de marketing digital, seu produto pode “bombar” nas redes sociais, contando com o compartilhamento da própria comunidade do curso para alavancar o alcance da webconferência. Afinal, quando o conteúdo é de qualidade, muitas pessoas compartilham espontaneamente!

5. Prepare-se para o show

Pronto! No dia e horário marcados para o encontro virtual, basta manter a calma e seguir o script. No final das contas, esse é apenas um formato diferenciado para expor seu conhecimento, portanto, não se trata de um bicho de sete cabeças. Mantenha o foco em engajar seu público e transmitir as informações com clareza, atentando para a velocidade da fala, o ritmo em que os conteúdos são abordados e, o principal, a interatividade.  

Quer saber mais sobre o que é webconferência no EAD e, ainda, como ganhar dinheiro com cursos online? Não perca tempo: fale com os nossos consultores agora mesmo! E o melhor: experimente gratuitamente por 7 dias, sem compromisso! Assim, fica mais fácil conhecer os  recursos que a EAD Plataforma coloca à disposição para te ajudar a compartilhar seu talento! 

Por fim, que tal acessar nosso Blog para conferir outros conteúdos? Veja alguns deles:

Bons estudos!

Fabio Godoy