o-que-e-plano-treinamento

O que é plano de treinamento? TUDO sobre essa importante ferramenta de organização!

Você sabe o que é um plano de treinamento? Trata-se de um importante documento que reúne informações essenciais sobre as formações e cursos ministrados nas empresas. 

Conhecer a dinâmica do plano de treinamento e utilizá-lo como fonte valiosa de dados é um segredo valioso para organizações que buscam a melhoria contínua. Afinal, o documento ajuda a confrontar as expectativas e a realidade em uma dinâmica de formação empresarial, reforçando a importância do investimento no setor.

Aliás, esta importância vem sendo cada vez mais reconhecida pelo time de colaboradores das empresas. Quer ver? Esta pesquisa, por exemplo, destaca que 35% da equipe sênior de RH das empresas crê que o aprendizado e o desenvolvimento são uma “prioridade estratégica” do negócio.

Se você quer entender com detalhes o que é plano de treinamento e como criar um completo, continue a leitura deste artigo! 

O que é plano de treinamento?

Plano de treinamento é um completo documento que traz todas as informações e detalhes relevantes sobre uma formação. Em um plano de treinamento completo, constam dados como: 

  • nome do treinamento empresarial;
  • temática abordada (geral);
  • temática detalhada por módulo;
  • público-alvo;
  • estrutura da formação;
  • tipo de treinamento (online ou presencial);
  • nome do tutor EAD ou palestrante;
  • objetivos do curso;
  • metodologia de avaliação;
  • aproveitamento esperado;
  • indicadores de mensuração de resultados; 
  • datas de aplicação do treinamento e breve descritivo das turmas treinadas. 

Tipos de plano de treinamento 

Existem dois principais tipos de plano de treinamento. O primeiro deles é o plano de treinamento individual, ou único. Seu objetivo é documentar, de maneira detalhada, a realização de um treinamento específico.

O segundo é o plano anual de treinamento, conhecido como PAT. Neste documento, mais extenso, reunimos informações do programa de treinamentos da empresa no período de um ano.

Ele é muito usado em organizações que precisam cumprir um cronograma de formações de colaboradores — como grandes fábricas ou empresas que realizam tarefas de alta periculosidade, como trabalho em altura e manuseio de grandes equipamentos. 

Por que é importante organizar um bom plano de treinamento?

Saber o que é plano de treinamento e como organizá-lo é essencial por diversas razões. A principal delas é a facilitação da gestão do setor de T&D (Treinamento e Desenvolvimento) do negócio. Mas tem mais! Confira a seguir alguns dos benefícios de realizar um plano de treinamento: 

1. Facilidade em mensurar a efetividade dos treinamentos

Com um bom plano de treinamento, é possível acompanhar de perto a efetividade das formações ministradas. Isso porque, no plano de treinamento, constam os objetivos desenhados junto com a formação e os indicadores determinados para avaliar o desempenho de cada colaborador individualmente e coletivamente.

Esta análise é realizada periodicamente. Dessa forma garante que a universidade corporativa da empresa cumpra seu principal objetivo: promover a educação continuada e fornecer treinamentos que promovam, de fato, o aperfeiçoamento profissional e pessoal do time. 

2. Organização e fluidez do calendário de educação corporativa

Outro benefício de entender o que é plano de treinamento e elaborá-lo, na empresa, é a possibilidade de trabalhar com organização o calendário da educação corporativa

Isso porque cada plano de treinamento deve conter, junto das informações operacionais sobre a formação, um cronograma de datas de aplicação.

Tais calendários auxiliam na construção do programa em escala macro, garantindo que não haja sobreposições nas ofertas e que o público-alvo de um determinado treinamento esteja disponível para cumprir todo o plano de aula desenhado. 

Como fazer um plano de treinamento? 5 passos 

Agora que você já sabe o que é plano de treinamento e suas principais vantagens, que tal colocarmos a mão na massa?

A seguir, você descobre, em 5 passos, como elaborar o seu documento. 

1. Faça um Levantamento das Necessidades de Treinamento (LNT)

O primeiro passo para criar um bom plano é fazer o LNT, ou levantamento das necessidades de treinamento. Nesta etapa, que não aparece de forma direta no planejamento, mas é a base para a sua formatação, são apuradas informações como:

  • mapeamento dos gaps dos setores;
  • avaliação de processos que ocorrem de forma insatisfatória ou irregular;
  • times de colaboradores com necessidades de melhorias. 

2. Desenhe objetivos de acordo com as necessidades levantadas

O diagnóstico feito a partir da LNT deve auxiliar no cumprimento da segunda etapa, baseada em desenhar os objetivos dos treinamentos. Estes objetivos devem ter, como base, uma pergunta central: quais os principais gaps de competências identificados? 

Lembre-se de que os gaps de competência não dizem respeito exclusivamente às habilidades técnicas (hard skills) dos colaboradores. Também pode ser necessário desenvolver soft skills, ou habilidades pessoais, que interfiram de maneira significativa no desempenho da equipe. 

Estes objetivos devem ser pontuados com destaque no plano. Afinal de contas, o atingimento desta meta é o principal indicador de sucesso da formação aplicada. 

Leia mais: O que são soft skills e hard skills? 

3. Planeje o orçamento do setor

Após entender as necessidades da empresa, já podemos esboçar o orçamento do setor de treinamento e desenvolvimento. Nesta etapa, já é possível avaliar os melhores modelos de treinamento para cada necessidade: se online ou presencial.

Treinamentos que demandam simulações práticas e interação com ferramentas e equipamentos precisam ser feitos presencialmente ou de forma híbrida, mesclando aulas a distância com etapas presenciais.

Por outro lado, o desenvolvimento de soft skills e habilidades administrativas pode acontecer de forma inteiramente digital, graças à evolução do uso da tecnologia na educação

4. Desenhe a estrutura dos treinamentos

É hora de estruturar os treinamentos! Nesta etapa, a ideia é se aprofundar no desenho de cada uma das formações. 

Lembre-se de que, seja qual for o modelo de treinamento escolhido (presencial ou EAD), é possível sair do lugar comum e explorar diferentes ferramentas para dinamizar o aprendizado e colher resultados melhores. 

Veja a seguir algumas ferramentas inspiradoras para incorporar nos treinamentos: 

5. Organize o cronograma de aplicação das formações

O último passo após entender o que é plano de treinamento e colocar a mão na massa para criar um é a organização do cronograma de aplicação das formações. 

É importante que, ainda que sua opção seja fazer um plano para cada treinamento, haja, ao final do documento, uma tabela com as projeções de datas nas quais ele será aplicado.

A ideia é que, ao longo do ano, o planejamento seja revisitado e as datas sejam confirmadas ou modificadas de acordo com as demandas da empresa. 

Viu só como saber o que é plano de treinamento pode te ajudar a levar a organização do seu setor de T&D além? 

Para te ajudar a se aperfeiçoar ainda mais no segmento dos treinamentos empresariais, confira nossa lista de leituras a seguir: 

TUDO sobre pedagogia empresarial;

Treinamento corporativo online;

O que é curso in company? 

Como inovar na educação corporativa?

Fabio Godoy