O que faz um gerente de treinamento e desenvolvimento

Enfim, o que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento?

Quer descobrir o que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento (T&D)? Então, você veio ao lugar certo! Neste artigo, vamos falar sobre as funções e, ainda, as aplicações práticas da profissão que está em ascensão.

Segundo a Catho, a média salarial da carreira é de R$ 7.593,46. Aliás, 57% desses profissionais têm Pós-graduação, assim como 32% falam Inglês. De modo geral, 50% são Bacharéis em Psicologia. Por outro lado, muitos se formam em Administração de Empresas e Pedagogia. 

Se interessou em saber mais sobre o que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento? Continue conosco para descobrir. Afinal, o capital humano é o ativo mais importante das organizações bem-sucedidas. 

Funções: o que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento?

As responsabilidades do Gerente de T&D giram em torno da melhoria das habilidades dos colaboradores. Para tal, é preciso investir em ações voltadas para: desempenho, produtividade e, também, qualidade.

A seguir, listamos as principais atribuições deste profissional. Assim, fica mais fácil entender o que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento, não é? Esses são alguns exemplos:

  • Desenvolver e supervisionar os programas de T&D;
  • Identificar as necessidades de treinamento, em diversas áreas;
  • Alinhar as iniciativas com o planejamento estratégico;
  • Possibilitar os planos de carreira, com desenvolvimento contínuo;
  • Acompanhar os indicadores de desempenho das ações formativas;
  • Analisar o orçamento e o Retorno sobre o Investimento (ROI);
  • Definir as verbas e os formatos: presenciais, híbridos ou e-learning;
  • Viabilizar os recursos necessários para os projetos. Isso inclui: locação de salas, contratação de profissionais, seleção da plataforma LMS etc.;
  • Aprimorar a Gestão do Conhecimento no âmbito empresarial;
  • Coordenar a elaboração do conteúdo, inclusive os materiais de apoio;
  • Reportar os resultados para os dirigentes e os gestores de cada área;
  • Solucionar eventuais problemas no processo de ensino-aprendizagem;
  • Interagir com os clientes internos para garantir a efetividade das ações;
  • Propor ajustes nas políticas internas em prol do clima organizacional.

Habilidades necessárias para o desempenho das funções

Que tal facilitar o entendimento sobre o que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento? Pensando nisso, vamos mostrar algumas habilidades essenciais para essas funções, entre hard skills e soft skills.

  • Familiaridade com os conceitos trabalhados na pedagogia empresarial;
  • Facilidade para diversificar os formatos audiovisuais;
  • Capacidade analítica para comparar as propostas e os resultados;
  • Liderança, comunicação assertiva e aptidão para a Gestão de Pessoas;
  • Organização dos processos administrativos;
  • Prática no uso das tecnologias educativas. Por exemplo, os Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA);
  • Capacitação contínua, com ênfase no conceito de lifelong learning. Ou seja, o aprendizado ao longo da vida;
  • Flexibilidade cognitiva, em busca de “aprender a aprender”, hoje e sempre. Por sinal, não perca esse podcast sobre essa competência profissional! 

3 exemplos: o que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento?

Já falamos sobre as funções e as habilidades profissionais, certo? Agora, vamos para a parte prática. Finalmente, o que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento? 

1. Educação Corporativa

De fato, existe uma diferença entre Educação Corporativa e Treinamento. Por um lado, a primeira opção é um conjunto de práticas dedicadas ao desenvolvimento do time. Em paralelo, o segundo termo diz respeito a uma das ferramentas de capacitação contínua. Mas há várias outras maneiras de implementar as estratégias.

Enquanto a Educação Corporativa é o macro (o todo), o T&D representa o micro (as ações pontuais). No fim das contas, a ideia é realizar programas integrados, desde o onboarding até a reciclagem profissional.

  • Papel do Gerente de T&D diante da Educação Corporativa: avaliar o desempenho dos colaboradores, com foco na melhoria contínua. Para isso, é fundamental ter uma visão de longo prazo. Logo, a trilha de aprendizagem acontece do recrutamento ao desligamento.

2. Gestão do Conhecimento

Além do que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento, você sabe o que é a Gestão do Conhecimento? Para resumir, esse é um conceito relacionado ao capital intelectual. Portanto, tem tudo a ver com o responsável pela área de T&D.

Exemplificando: digamos que Maria trabalha há 20 anos na empresa. Ela entende tudo sobre a alteração do Estatuto Social, legalmente. Porém, quando se aposentar, quem dará andamento às tarefas dela? Será que alguém sabe como fazer o registro oficial do documento que rege a instituição?

Em outras palavras, é preciso armazenar e gerir todas as informações que movimentam os processos. E a prática de Gestão do Conhecimento faz justamente isso. Garante que os dados essenciais continuem circulando, mesmo se uma pessoa for desligada do quadro funcional.

  • Papel do Gerente de T&D na Gestão do Conhecimento: registrar as ações formativas para futuras consultas. Dessa maneira, é possível manter ativo o fluxo de informações e, ainda, verificar melhorias.

3. Universidade Corporativa

A Universidade Corporativa é um ponto-chave para a perenidade das organizações. E, claro, isso acontece por conta das pessoas que movem as companhias. Basicamente, são cursos que atendem às necessidades do negócio e dos colaboradores.

Por exemplo, a UniBrad (Bradesco), tem aulas sobre educação financeira, ética e diversidade. No caso do Grupo Fleury, os cursos abrangem liderança, sustentabilidade e até biologia molecular.

  • Papel do Gerente de T&D nas Universidades Corporativas: contribuir para a eficácia dos mapas de aprendizado. Sendo assim, é vital levar em conta as diferentes demandas e os níveis hierárquicos.  

Deu pra entender o que faz um Gerente de Treinamento e Desenvolvimento? Então, aproveite para conferir outros artigos no Blog. Com isso, você pode descobrir novas oportunidades de carreira, sabia? 

Para exemplificar, já pensou em se tornar um empreendedor digital? Ou mesmo se tornar um parceiro da EAD Plataforma? Enfim, fale conosco agora mesmo para conhecer um amplo leque de soluções em educação a distância!

Fabio Godoy