passo-a-passo-criar-produto-digital

Passo a passo para criar um produto digital: tire seu sonho do papel com 10 dicas!

Pensando em mergulhar no mundo dos infoprodutos? Não se precipite! Antes de colocar seu negócio para rodar, é essencial conhecer o passo a passo para criar um produto digital.

Dessa forma, você assegura a solidez do seu negócio e se prepara para todas as etapas da jornada de compra do consumidor.

Se você ainda não entende muito sobre o assunto, continue a leitura! No nosso passo a passo para criar um produto digital, você aprende a investir em:

1.       Lista de afinidades: o que você gostaria de vender?

2.       Estudo de mercado

3.       Avaliação do público-alvo

4.       Observação da concorrência

5.       Desenho do plano de negócios

6.       Desenvolvimento do produto

7.       Criação de um plano de marketing

8.       Estruturação da política de pagamento

9.       Desenho da logística de entrega

10.   Campanha de lançamento

Boa leitura!

Vantagens de vender um produto digital

Se você chegou a este artigo em busca de um passo a passo para criar um produto digital, certamente já enxergou este mercado como uma fonte promissora de receita, não é mesmo?

E você não se enganou! De acordo com a Associação Brasileira de Licenciamento de Marcas e Personagens (Abral), “o Brasil está entre os seis países com maior faturamento em licenciamento de marcas do mundo” — e esta é apenas uma das modalidades existentes de investimento em produtos digitais! 

Mas saiba que o retorno rápido (e o investimento relativamente pequeno) não é a única vantagem deste modelo de negócio! A seguir, recapitulamos mais alguns benefícios de criar e comercializar produtos digitais:

  • Flexibilidade de horário de trabalho;
  • Possibilidade de trabalhar de qualquer lugar;
  • Necessidade reduzida de equipe;
  • Economia de recursos logísticos (já que não é preciso investir em estoques ou sedes físicas);
  • Alta escalabilidade (o produto digital pode ser comercializado para qualquer lugar do mundo);
  • Facilidade de atualização do produto e de modernização dos processos (uma vez que são inteiramente digitais).

Viu só como conhecer o passo a passo para criar um produto digital pode te ajudar a mergulhar em um mercado repleto de benefícios?

Continue a leitura porque, sem mais delongas, explicaremos como tirar seu infoproduto do papel e iniciar as vendas em 10 passos!

Passo a passo para criar um produto digital: tire seu negócio do papel!

Se você decidiu mergulhar no mundo dos negócios digitais e deseja comercializar um infoproduto do zero, chegou a hora de tirar suas dúvidas!

A seguir, mostramos nosso passo a passo para criar um produto digital em 10 dicas!

1.      Lista de afinidades: o que você gostaria de vender?

O primeiro passo para iniciar suas atividades no mercado dos produtos digitais é encontrar sua área de afinidade.

Costumamos dizer que um bom empreendedor não opera apenas com a mente, mas também com o coração. Por isso, não basta se guiar somente por aquilo que está em alta no mercado. É preciso investir em um produto que você acredite, e sobretudo, que consiga defender de forma emocional e humanizada.

Se você não sabe nem por onde começar, nós te ajudamos. A seguir, deixamos uma lista com algumas ideias de infoprodutos para vender. Avalie cada uma delas até encontrar aquela que se conecta com seu propósito de vida e com suas formações e vivências:

2.      Estudo de mercado

E aí, conseguiu encontrar sua afinidade entre os produtos da lista acima? Então é hora de avançar no passo a passo para criar um produto digital! Após identificar sua área de investimento, é hora de mergulhar em um estudo de mercado.

“Mas é possível realizar um estudo como este na internet?”, você pode estar se perguntando. De fato, a internet eliminou barreiras geográficas. Isso tornou os mercados diluídos e pouco palpáveis.

De toda forma, ainda é possível acompanhar as tendências e se apoiar em relatórios e pesquisas para compreender como se relacionam às estratégias de venda e os comportamentos de compra. 

Além disso, um estudo de mercado permite identificar segmentos saturados, com grande oferta de produtos, e outros em que ainda há oportunidades de investimento.

3.      Avaliação do público-alvo

Além do mercado, é fundamental avaliar o comportamento do público-alvo para avançar com sucesso no passo a passo para criar um produto digital.

O comportamento do consumidor é um dos grandes impulsionadores de estratégias, e entender como o seu público age na internet é fundamental para direcionar seu plano de marketing e vendas.

Por isso, frequente fóruns online, busque grupos e comunidades de consumidores do seu produto, encontre redes sociais de negócios semelhantes ao seu e entenda como este público se comporta. Outra dica de ouro para fazer uma boa avaliação do público é aplicar pesquisas de satisfação e coletar feedbacks de grupos amostrais.

Com isso, você conseguirá mapear:

  • O que ele espera?
  •  Como ele busca o que precisa?
  • Que canais utiliza?
  • Como prefere pagar por seus produtos?
  • O que ele considera uma boa experiência de compra?

E muito mais!

4.      Observação da concorrência

Mercado, público e concorrência. Este é o triângulo-base para uma avaliação efetiva de contexto.

A concorrência é um importante termômetro para empreendedores digitais. Ela ajuda a entender o estado do mercado (saturado? Com demanda disponível?), a enxergar falhas e oportunidades de melhoria na gestão do negócio.

Por isso, mapeie sites e páginas que comercializam produtos semelhantes ao seu e acompanhe seu desempenho por um período de tempo (quanto mais tempo, melhor!).

5.      Desenho do plano de negócios

Finalizada a etapa de análise, é hora de começar a dar forma ao seu negócio digital. E o melhor caminho para fazer isso é desenhando um Plano de Negócio.

O plano de negócio é um completo documento que reúne informações-chave sobre a gestão do empreendimento digital e detalhes sobre o produto em si. Ele traz, ainda, expectativas de curto, médio e longo prazo, e os recursos de tempo e dinheiro disponíveis para tornar o plano uma realidade.

Uma das ferramentas mais utilizadas para apoiar a construção do plano de negócios é o Canvas. Trata-se de uma tabela que traz informações-chave para a existência do negócio. A ideia é que, após o preenchimento da tabela, seja possível criar um documento mais detalhado e completo.

Veja abaixo um modelo de Canvas:

Fonte: Siteware

Agora aprenda um pouco mais sobre a estrutura do Plano de Negócio:

6.      Desenvolvimento do produto

Plano de Negócio desenhado? É hora de avançar ainda mais, dando forma ao produto digital.

Existem dois caminhos principais para desenvolver o produto digital:

1.       Produto digital autoral

Neste caso, o infoproduto oferecido é desenvolvido internamente pela empresa. Pode ser, por exemplo, um curso EAD, um e-book ou um conjunto de fotografias.

2.       Produto digital licenciado

A segunda opção é investir em licenciamento de produtos digitais. Neste caso, o material é criado por uma outra empresa ou empreendedor, e você compra uma licença para comercializá-lo.

Esta prática é bastante comum no mercado de e-books, quando as licenças vendidas permitem que o comprador traduza e comercialize o material conforme sua necessidade.

7.      Criação de um plano de marketing

O plano de marketing está contido no Plano de Negócio em um formato compacto. Entretanto, por se tratar da mais fundamental estratégia de divulgação e captação de clientes, ele também deve ser detalhado como um documento à parte.

Por isso mesmo, o 7º item do nosso passo a passo para criar um produto digital diz respeito a ele: o plano de marketing.

Aqui, o objetivo é organizar toda a movimentação do negócio no que tange à divulgação do produto digital, à captação e ao relacionamento com os clientes.

Quando falamos em infoprodutos, geralmente esperamos um esforço massivo em marketing digital, já que a internet é o local ao qual os consumidores recorrem para sanar suas necessidades.

Um bom plano de marketing digital deve conter:

  • Estratégias de longo prazo;
  • Planos de curto prazo;
  • Orientações para gestão de redes sociais (Instagram, Facebook, YouTube, etc);
  • Guia para a criação de marketplaces;
  • Política de relacionamento com o cliente;
  • Caminhos e canais usados no marketing omnichannel;
  • Orientações sobre a linguagem da marca;
  • Orçamento disponível;
  • Cronograma de postagens.

Veja abaixo como estruturar seu plano de marketing:

8.      Estruturação da política de pagamento

A esta altura, seu produto digital já está quase pronto para alçar voo. Para finalizar o processo de criação, é preciso cercar o ciclo de vendas por completo. Por isso, é hora de falarmos sobre pagamento.

Antes de colocar um produto à venda, é fundamental que você selecione os meios de pagamento aceitos e que se familiarize com as ferramentas de gestão financeira e contabilidade online disponíveis.

Nossa dica de ouro é combinar diferentes modalidades de pagamento (depósito, Pix, cartão de crédito ou boleto, por exemplo). Dessa forma, você garante que uma delas atenda às necessidades do consumidor.

9.      Desenho da logística de entrega

Após o pagamento, é hora de entregar o produto ao cliente! Este é um dos últimos itens do nosso passo a passo para criar um produto digital, mas não deve ser deixado de lado.

Como seu produto chegará ao consumidor? Lembre-se de que a opção escolhida precisa ser ágil e funcional. Algumas opções para entrega de produtos digitais são:

  • Link para download;
  • Envio por e-mail;
  • Download após preenchimento de formulário;
  • Acesso a uma plataforma e-learning (no caso de cursos online).

10.  Campanha de lançamento

É hora de colocar o seu produto no mercado! Para isso, é importante traçar uma campanha de lançamento robusta e massiva. Lembre-se de que seu objetivo é conquistar um lugar ao Sol no complexo mundo digital. Portanto, é preciso lançar mão de estratégias diferenciadas e atrativas.

Que tal criar um evento de lançamento com a participação de um influenciador digital? Oferecer descontos para os primeiros compradores também pode ser uma boa! Incluir brindes, abrir uma pré-venda e investir em marketing de indicação e relacionamento também podem ajudar!

Após ler nosso passo a passo para criar um produto digital, você tem em mãos tudo o que precisa para fazer do seu negócio um sucesso.

Que tal emendar o fim desta leitura em nossa lista de conteúdos sobre infoprodutos? 

Impostos sobre infoprodutos

15 ideias de infoprodutos

Como vender um infoproduto?

Deixe seu comentário!
Fabio Godoy