Como criar um infoproduto do zero

Como criar um infoproduto do zero? 5 passos para a 1ª venda!

Quer descobrir como criar um infoproduto do zero e decolar logo na primeira venda? Então, este artigo é para você! Hoje, vamos abordar o passo a passo para alavancar seu produto digital.

Realmente, o coronavírus mudou bastante os hábitos de consumo, segundo a PwC. Com isso, 45% das pessoas começaram a usar o celular como canal de compras. Em paralelo, 69% dos entrevistados aumentaram o foco na saúde mental e no bem-estar. 

Sendo assim, antes de saber como criar um infoproduto do zero, vale conferir os nichos mais lucrativos. No vídeo a seguir, os destaques são: vender dinheiro, renda extra, idiomas e emagrecimento. Além disso, outras opções são: estética, beleza, saúde e, por fim, educação. 

Mas como criar um infoproduto do zero?

Você sabe como funciona o mercado de infoprodutos? Afinal, essa é uma informação fundamental para descobrir como criar um infoproduto do zero. E isso serve tanto para youtubers quanto para produtores digitais

3 ideias de infoprodutos

Logo mais, falaremos do passo a passo de como criar um infoproduto do zero. Contudo, se você quer se inspirar em exemplos de sucesso, adiantamos 3 ideias para refletir. Por outro lado, o ideal é criar produtos digitais com base na sua expertise e afinidade, ok?

  1. Curso online de automaquiagem, que pode ser gratuito ou pago. Opte por diferenciais no mercado, a exemplo da maquiagem para pele negra.
  2. E-book sobre emagrecimento saudável, da Sophie Deram. Em “O peso das dietas”,  a nutricionista defende o prazer de comer, de forma consciente.
  3. Webinar: orçamento empresarial. Com objetividade, o infoproduto trata de planejamento financeiro e acompanhamento orçamentário.

5 passos práticos: como criar um infoproduto do zero?

Para te mostrar como criar um infoproduto do zero, vamos colocar o bloco na rua. Pensando nisso, listamos 5 passos para começar a lucrar na internet. E o melhor: você cria o produto digital uma única vez e, posteriormente, conta com a renda passiva. 

1. Escolha um infoproduto arrasador

Primeiramente, para quem você quer vender? No fim das contas, é vital descobrir o cliente ideal e como você vai ajudá-lo a resolver problemas. Depois, é a hora de escolher o tipo de infoproduto que você vai lançar.

De fato, o mercado está repleto de opções. Contudo, você precisa saber “qual é a sua praia” para chamar a atenção do público-alvo. Esses são alguns exemplos:

  • Videoaula: pense em gravar aulas no formato EAD (educação a distância);
  • E-book: crie seus livros digitais, até mesmo no estilo DIY (do it yourself);
  • Webinar: faça seminários online sobre temas que você já domina;
  • Podcast: divulgue conteúdos em áudio, com episódios engajadores;
  • Realidade virtual: diversifique os treinamentos corporativos;
  • Mentoria: oriente colegas de profissão que estão com dificuldade na carreira;
  • Curso online: torne-se um professor EAD. Por sinal, esse será o case que usaremos para falar dos próximos tópicos.

2. Turbine a qualidade do seu produto digital

Digamos que você optou por um minicurso online de inglês. Para isso, já elaborou algumas personas para representar o perfil dos seus futuros alunos, certo?

Aliás, uma dessas personagens semifictícias é o engenheiro João Alberto, que se interessa pelo Business English. No caso, ele precisa destravar a fluência urgentemente, para trabalhar no exterior.

Aqui, a dica de ouro é criar materiais de qualidade, para atender às expectativas das personas. Embora seja um formato microlearning, isso não significa que os conteúdos sejam rasos. Logo, vá direto ao ponto: apresentação, vocabulário, termos técnicos, como fisgar a audiência etc.

3. Contrate uma plataforma LMS eficaz

Sabia que você não precisa ser expert em programação para gerenciar e hospedar seu curso online? Basta escolher uma boa plataforma LMS, isto é, Learning Management System. Em português, a sigla significa Sistema de Gestão de Aprendizagem.

Na EAD Plataforma, por exemplo, temos diversas soluções para a educação a distância, tais como:

  • Loja virtual, com carrinho de compras e tudo mais;
  • Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA);
  • Cupons de desconto para ações promocionais;
  • Liberação do acesso logo após o pagamento;
  • Aulas ao vivo, contando com chat integrado;
  • Otimização para os dispositivos móveis;
  • Certificado de segurança para a LGPD;
  • Biblioteca virtual com todos os materiais do curso;
  • E mais!

4. Invista nas transmissões ao vivo

Dependendo da plataforma escolhida, é possível fazer transmissões ao vivo. Dessa forma, você pode lançar o infoproduto em tempo real, interagindo com clientes em potencial. Seja com um webinar ou webconferência, a interatividade é a chave do sucesso.

Em outras palavras, o foco é promover o engajamento. A propósito, essa é uma excelente maneira de se relacionar com públicos de interesse. Assim, você cria comunidades de fãs, que serão fiéis à sua marca. Porém, não se esqueça de compartilhar conteúdos relevantes com esse grupo, ok?  

5. Aposte no marketing digital

Por último, mas não menos importante, finalmente chegamos ao marketing digital. Isso porque essa é uma estratégia essencial de como criar um infoproduto do zero. Ou seja, de que adianta ter um material incrível, se as pessoas não sabem que ele existe?

Para isso, você pode lançar mão de várias iniciativas, por exemplo:

  • Vender em múltiplas plataformas, tal como Instagram e Youtube;
  • Trabalhar com a base de clientes no marketing de indicação;
  • Marcar presença nas mídias sociais preferidas do seu público-alvo;
  • Divulgar promoções para captar mais alunos, com preços acessíveis;
  • Criar sites e blogs otimizados, para reforçar a credibilidade no assunto;
  • Separar a verba para anúncios pagos, que aumentam o alcance das publicações;
  • Segmentar a comunicação por meio da automação de marketing;
  • E assim por diante!  

Pronto! Agora que você já sabe como criar um infoproduto do zero, chegou a sua hora de decolar. Aproveite para testar gratuitamente os recursos da nossa plataforma, além de conferir mais conteúdos no Blog.

Fabio Godoy